História de Platão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou secção está a ser traduzido de en:Early life of Plato. Ajude e colabore com a tradução.

Platão (em grego antigo: Πλάτων, Plátōn, 428/427 – 348/347 A.C.) foi um antigo filósofo grego, o segundo do grande trio dos antigos gregos Sócrates, Platão e Aristóteles, tidos como responsáveis pelas bases da filosofia ocidental.[1]

Pouco é conhecido sobre a juventude e a educação de Platão. O filósofo descende de uma das famílias mais ricas e politicamente ativas de Atenas. Ele é descrito como um rapaz brilhante, embora modesto, que se sobressaiu em seus estudos. Seu pai providenciou tudo o que fosse necessário para dar a seu filho uma boa educação e, portanto, acredita-se que Platão tenha sido instruído em gramática, música, ginástica e filosofia pelos mais distintos mestres do seu tempo.

Data e local do nascimento[editar | editar código-fonte]

A data exata do nascimento de Platão não é conhecida. Baseada em antigas fontes, a maioria dos estudiosos estima que Platão tenha nascido entre 428 e 427 A.C.. O gramático Apolodoro defende em sua "crônicas" que Platão nasceu no primeiro ano da octagésima oiktava olímpiadas (427 ac), no sétimo dia do mês Thargelion;[2] de acordo com a tradição o deus Apolo também nasceu neste dia [3] De acordo com outro biógrafo, Neantes de Cizicus, Platão morreu aos 84 anos.[4]

Se aceitamos a versão de Neantes, Platão era mais jovem seis anos que Isócrates, e portanto nasceu no segundo ano da 87a. Olimpíadas, ano da morte de Péricles (429 ac.).[5]

Family[editar | editar código-fonte]

is a great family ! so beautiful...

Educação[editar | editar código-fonte]

Retrato de Sócrates, mármore romano (Louvre, Paris)

Apuleio informa que Speusippus admiriva a velocidade de raciocínio de Platão e sua modéstia como um rapaz a quem "os primeiras frutos da juventude trouxeram o trabalho árduo e o amor pelos estudos".[6] Posteriormente o próprio Platão caracterizou como presentes da natureza a facilidade para aprender, a memória, a sagacidade, o velocidade de apreensão e seu corolário, o espírito jovem e magnanimidade de alma [7] .

Negócios públicos[editar | editar código-fonte]

Notas[editar | editar código-fonte]

^ a: Marriages between uncle and niece, as between first cousins, were common and expedient in Athens, preserving rather than dividing family estates.[8]
^ b: By "music" we are to understand the domains of all the Muses; not only dance, lyric, epic and instrumental music, but geometry, history, astronomy and more.[9]

Citações[editar | editar código-fonte]

  1. "Plato". Encyclopaedia Britannica. (2002). 
  2. (em inglês)en:Thargelion
  3. Diogenes Laërtius, iii. 2
  4. Diogenes Laërtius, iii. 3
  5. F.W. Nietzsche, Werke, 32
  6. Apuleius, De Dogmate Platonis, 2
  7. Plato, Republic, 6.503c
    * U. von Wilamowitz-Moellendorff, Plato, 47
  8. Erro de citação: Tag <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs chamadas Na1
  9. Erro de citação: Tag <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs chamadas N2

Referências[editar | editar código-fonte]

Fontes primárias (Grega e romana)[editar | editar código-fonte]

Fontes secundárias[editar | editar código-fonte]

  • Browne, Sir Thomas. Pseudodoxia Epidemica. [S.l.: s.n.], 1646-1672.
  • Guthrie, W.K.C.. A History of Greek Philosophy: Volume 4, Plato: The Man and His Dialogues: Earlier Period. [S.l.]: Cambridge University Press, 1986. ISBN 0-521-31101-2
  • Kahn, Charles H.. Plato and the socratic dialogue: The Philosophical Use of a Literary Form. [S.l.]: Cambridge University Press, 2004. ISBN 0-521-64830-0
  • Macfait, Ebenezer. Remarks on the life and writings of Plato. [S.l.]: Oxford University, 1760 (digitized Aug 10, 2006).
  • Murray, Penelope. Plato on Poetry: Ion; Republic 376e-398b9; Republic 595-608b10. [S.l.]: Cambridge UniversityPress, 1996. ISBN 0-521-34182-5
  • Nails, Debra. A Companion to Plato edited by Hugh H. Benson. [S.l.]: Blackwell Publishing, 2006. ISBN 1-405-11521-1
  • Nails, Debra. The People of Plato: A Prosopography of Plato and Other Socratics. [S.l.]: Hackett Publishing, 2002. ISBN 0-872-20564-9
  • Nietzsche, Friedrich Wilhelm. Werke: Kritische Gesamtausgabe (in German). [S.l.]: Walter de Gruyter, 1967. ISBN 3-110-13912-X
  • Notopoulos, A.. (April 1939). "The Name of Plato". Classical Philology 34 (2): 135–145. The University of Chicago Press. DOI:10.1086/362227.
  • "Plato". Encyclopaedia Britannica. (2002). 
  • "Plato". Encyclopaedic Dictionary The Helios Volume XVI (in Greek). (1952). 
  • "Plato". Suda. (10th century). 
  • Smith, William. Dictionary of Greek and Roman Biography and Mythology. [S.l.: s.n.], 1870.
  • Tarán, Leonardo. Collected Papers 1962-1999. [S.l.]: Brill Academic Publishers, 2001. ISBN 9-004-12304-0.
  • Taylor, Alfred Edward. Plato: The Man and his Work. [S.l.]: Courier Dover Publications, 2001. ISBN 0-486-41605-4
  • Tennemann, W.G.. Selections from German Literature edited by Bela Bates Edwards, Edwards Amasa Park. [S.l.]: Gould, Newman and Saxton, 1839.
  • Wilamowitz-Moellendorff, Ulrich von. Plato: his Life and Work (translated in Greek by Xenophon Armyros. [S.l.]: Kaktos, 2005 (first edition 1917). ISBN 960-382-664-2