História do Saara Ocidental

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Este artigo é parte da série:
Conflito do Saara Ocidental
Flags of Morocco and the SADR over Western Sahara map.png
Saara Ocidental

Antecedentes históricos
Regiões disputadas
Política
Rebeliões
Envolvimento da ONU

 v  e 

Os primeiros europeus a visitarem o Saara Ocidental foram os portugueses, ao passarem o Cabo Bojador. Estabeleceram relações amigáveis e fizeram múltiplas trocas comerciais. Chamaram a esta região Rio do Ouro, denominação que ainda hoje se mantém. Com o desenrolar dos descobrimentos portugueses na África, estas trocas foram diminuindo, até que os espanhóis se estabeleceram na região. Quando, em 1975, a Espanha abandonou a sua antiga colônia, deixou para trás um país sem qualsquer infraestrutura, com uma população completamente analfabeta e desprovida de tudo. O vazio criado pela Espanha foi aproveitado pela Mauritânia (que assenhorou-se de 1/3 do território) e por Marrocos (que ficou com o restante) para ambos, invocando direitos históricos, invadirem o território.

Os sarauís haviam fundado a Frente Polisário, que iria expulsar do sul o pequeno exército da Mauritânia. Frente a frente ficariam, nas areias do deserto, os guerrilheiros da Frente Polisário e as forças marroquinas de Hassan II. O exército marroquino retirou-se para uma zona restrita do deserto, mais próxima da sua fronteira e constituindo o chamado "triângulo de segurança", que compreende as duas únicas cidades costeiras e a zona dos fosfatos. Aí a engenharia militar construiu um imenso muro de concreto armado, por trás do qual os soldados marroquinos vivem entrincheirados, protegendo a extração do minério.

Desde então, a guerra, vista do lado da Frente Polisário, resume-se a uma série de ataques esporádicos à zona dos fosfatos tentando interromper o seu escoamento. Em 1987, uma missão da ONU visitou a região para averiguar a possibilidade da realização de um referendo sobre o futuro do território. Uma iniciativa difícil, dado que grande parte da população é nómade. Até 1993, fora impossível realizar o referendo.

Em 2001, a África do Sul tornou-se o sexagésimo país a reconhecer a independência do Saara Ocidental. O Marrocos protestou.

Marrocos e a Frente Polisário reiniciaram conversações em agosto de 2007 na cidade estadunidense de Manhasset, com o patrocínio da ONU, para debater o estatuto do território.

Cartography of Africa.svgHourglass drawing.svg Este artigo sobre História da África é um esboço relacionado ao Projeto África. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


Bandeira do Saara Ocidental Saara Ocidental
Bandeira • Brasão • Cultura • Demografia • Economia • Geografia • História • Portal • Política • Subdivisões • Imagens