Histórias que Só Existem Quando Lembradas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Histórias que só existem quando lembradas
 Brasil
2011 • cor • 98 min 
Direção Júlia Murat
Produção João Queiroz
Coprodução Universal Pictures
Roteiro Maria Clara Escobar
Júlia Murat
Felipe Sholl
Elenco Sonia Guedes
Luiz Serra
Lisa Fávero
Ricardo Merkin
Gênero dramática
Idioma Português
Música Lucas Marcier
Cinematografia Lucio Bonelli
Edição Marina Meliande
Página no IMDb (em inglês)


Histórias que só existem quando lembradas é um filme brasileiro de 2011 dirigido por Júlia Murat.[1] [2] [3] "Histórias" participou de mais de 80 festivais, incluindo Venice Film Festival, Toronto Film Festival, Rotterdam Film Festival, e San Sebastian Film Festival e ganhou 36 prêmios. É o primeiro filme dirigido por Júlia Murat.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Uma pacata cidade só com moradores idosos recebe a visita de uma jovem fotógrafa.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Prêmios[editar | editar código-fonte]

  • Menção no Cine en Construcción em Toulouse
  • Prêmio Cine Cinema no Cine en Construcción em Toulouse
  • Menção especial no Festival de San Sebastian
  • Prêmio da igreja da Islândia no Festival de Reykjavík IFF
  • Melhor filme no Festival de Abu Dhabi
  • Melhor atriz no Festival de Abu Dhabi
  • Prêmio FIPRESCI no festival de Ljubljana, Eslovênia
  • Prêmio de público no festival de Varsóvia, Polônia
  • Prêmio de público no Festival de Santa Maria da feira
  • Melhor filme do júri cineclubista Festival de Santa Maria da feira
  • Melhor atriz no Festival de Santa Maria da feira
  • Prêmio Nueva Vision de filmes latinos no festival Santa Bárbara IFF
  • Prêmio de público no IFFR Groningen
  • Prêmio ecumênico no Festival de Cartagena
  • Melhor filme Festival de Sofia
  • Talent Tape Award Friburg
  • Prêmio Ecumênico Friburg
  • Melhor filme júri cineclubista Friburg
  • Melhor filme Júri Jovem Friburg
  • Prêmio da associação CCAS, Festival de Toulouse
  • Prêmio Ceux du Rail d’Oc, Festival de Toulouse
  • Melhor Filme festival de RiverRun
  • Peter Brunette Award para melhor diretor, Festival de RiverRun
  • Melhor Fotografia, Festival de RiverRun
  • Menção especial para Sônia Guedes, Festival de RiverRun
  • Menção Especial no Festival Latino LAFF, Holanda
  • Melhor filme, prêmio do público, no Festival do Cinema Brasileiro de Paris, 2012
  • Melhor roteiro, Festival du Cinéma d'Auteur de Rabat, Marrocos, 2012
  • Melhor filme pelo júri, Festival de Lima, 2012
  • Premio APC – Asociación Peruana de Comunicadores “Monseñor Luciano Metzinger”- festival de Lima
  • Melhor filme (prêmio de público) no festival Latinamerika i Fokus, Suécia
  • Prêmio Especial do Juri no festival de Ourense
  • Melhor fotografia no festival de Ourense
  • Melhor filme no Festival Regards sur le cinéma du monde
  • Prêmio do público no Festival Regards sur le cinéma du monde
  • Melhor filme, juri estudante, no Festival Regards sur le cinéma du monde


Referências

  1. Smith, Ian Hayden. International Film Guide 2012. [S.l.: s.n.], 2012. p. 78. ISBN 978-1908215017. Visitado em 9 April 2012.
  2. Historias que so existem quando lembradas tiff. Visitado em 2012-04-09.
  3. Historias que so existem quando lembradas indiewire. Visitado em 2012-04-09.

External links[editar | editar código-fonte]