Hithaeglir

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde outubro de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Hithaeglir
O Senhor dos Anéis
Criador J. R. R. Tolkien
Tipo Cadeia de montanhas
Possíveis localizações entre Eriador e o vale do Rio Anduin
Pessoas notávies Habitada por Anões do povo de Durin

Hithaeglir, ou Montanhas da Névoa (em Portugal Montanhas Nebulosas), nas obras de J. R. R. Tolkien era o nome de uma cadeia de montanhas que ia de norte a sul por 1280 quilômetros, entre Eriador e o vale do Rio Anduin, e do Monte Gundabad, ao norte até Methedras, no sul, junto a Isengard, no sul.

Essas montanhas são a residência de muitos seres, tanto dentro quanto ao redor dela. Ao sudoeste há Carn Dûm, covil antigo do Rei bruxo de Angmar, e líder dos Nazgûl. É também onde se situa, sob seus três picos mais altos (Caradhras, Celebdil e Fanuidhol), a cidade dos anões, Moria, chamada também de Khazad-dûm. Ao sul está Isengard, lar de Saruman. Ao oeste e pouco mais ao sul, está Eregion, destruído por Sauron quando os elfos ainda moravam lá. E ao sudeste está a floresta de Fangorn, o último reduto dos ents.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Seus pontos mais importantes são listados a seguir:

As Três Montanhas de Moria[editar | editar código-fonte]

Eram três montanhas da cadeia de Hithaeglir, as Montanhas Nebulosas, sob as quais se situava a mina dos Anões e seu reino de Moria. São listadas a seguir.

Em sua missão de chegar à Montanha da Perdição, a Sociedade do Anel tentou passar por suas encostas mais baixas, através do Passo do Chifre Vermelho.

Depois da queda de Moria, essa passagem era atravessada principalmente por Elfos que iam de Lothlórien até Eriador. Era nesta montanha também que havia Mithril, a Prata dos Anões, e lá também vivia a Perdição de Durin, um Balrog.

Caradhras era pelos anões chamada de "o Cruel" e tinha má reputação, incluindo o Passo do Chifre Vermelho, conhecido por ser ameaçador.

  • Celebdil, também chamado em Khuzdul de Zirakzigil, Dente de Prata.

Sobre seu topo ficava a Torre de Durin, alcançada através da Escada Sem Fim, que muitos acreditavam ser apenas lenda, mas que Gandalf confirmou como real ao lutar e vencer lá em cima o Balrog de Morgoth, chamado Perdição de Durin.

  • Fanuidhol era o terceiro e talvez menos importante dos três picos sob os quais se assentava o Reino e Mina dos Anões, Moria.

Seu nome em Khuzdul era Bundushathûr, Cabeça Nublada.

Methedras e Monte Gundabad[editar | editar código-fonte]

  • Methedras era a última montanha da cadeia, e ficava ao sul, sendo chamada de "Chifre Final".
  • Monte Gundabad era a montanha que marcava o fim da cadeia ao norte.