Honda NX4 Falcon

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Honda NX4 Falcon
Visão Geral
Produção 1999 - 2008
2012 - presente
Fabricante Honda
Modelo
Classe On-Off Road
Carroceria Berço semiduplo
Ficha técnica
Motor 397,2 cc
30,6 cv (1999 - 2008)
28,7 cv (2012 - presente)
Transmissão 5 velocidades
Modelos relacionados XR 250 Tornado
XRE 300
XR 400
Yamaha TDM 225, Yamaha XT 660
Suzuki DRZ-400
Kawasaki KLX 400
Dimensões
Comprimento 2147 mm
Entre-eixos 1433 mm
Largura 789 mm
Altura 850 mm (assento)
Peso 151 kg
Tanque 15 L
Consumo 20 km/L
Cronologia
Último
Último
NX 350 Sahara
XRE 300
Próximo
Próximo

NX4 Falcon é uma motocicleta produzida no Brasil pela Honda.

Histórico[editar | editar código-fonte]

Lançada em setembro de 1999, em substituição à NX 350 Sahara, a NX4 Falcon teve poucas alterações ao longo de sua fabricação, até ser relançado em 2012 com injeção eletrônica e sutis alterações no seu desenho. Também é comercializada na Argentina, México, Peru e Portugal.

Possui motor monocilíndrico de quatro tempos derivado da XR 400 de enduro, com quatro válvulas e comando com disposição radial (RFVC). A potência máxima declarada é de 30,6 cv (22,82 kW) na versão antigo, e a 6.500 rpm, enquanto o torque máximo declarado é de 3,51 kgfm (34,41 Nm) a 6.000 rpm. Utiliza um chassi do tipo berço semiduplo, que ancora suspensão dianteira de longo curso (220 mm) e da traseira Pro-Link (195 mm de curso). Conta com freio a disco em ambas as rodas, sendo um disco de 256 mm na dianteira com pinça de duplo pistão, e disco de 220 mm e pistão simples na traseira.

É equipada com câmbio de cinco velocidades e partida elétrica, sendo sua transmissão final feita por corrente. Possui rodas 21" na dianteira e 17" na traseira, calçadas com pneus Pirelli MT-60 de uso misto.

Seu peso a seco é de aproximadamente 151 kg. Conta com tanque de combustível com capacidade para 15,0 litros, sendo 4,0 L de reserva. Isto lhe dá autonomia para cerca de 300 km, com o consumo médio na casa dos 20 km/L na cidade.

No mercado Brasileiro, acima destaca-se a Yamaha XT 660 e dentre as importadas, as opções são maiores, como alguns modelos da KTM, da Husqvarna e da Kawasaki[1] . Foi utilizada como viaturas militares em diversos estados Brasileiros, como Rocam em São Paulo e Ronda do quarteirão e Raio, no Ceará. Em 2008 a honda do Brasil anunciou que o modelo não seria mais produzido, colocando em evidência a Honda XRE 300[2] . Ela deixou de ser produzida devido à entrada em vigor agora em janeiro de novos limites de emissão de poluentes para motos (Promot 3), a Honda parou de fabricar a NX4 Falcon. Lançada no segundo semestre de 1999, tendo sido produzidas aproximadamente 120 mil unidades. Entretanto em 2012 a Honda traz de volta a moto, sendo, desta vez com injeção eletrônica, perdendo aproximadamente dois cavalos de potência, passando de 30,6 CV a 6.500 rpm para 28,7 CV a 6.500 rpm, seu torque também diminuiu um pouco, passando de 3,51 kgf.m a 6.000 rpm para 3,27 kgf.m a 6.000 rpm, e apesar de sua volta, a Honda XRE 300 não sai de linha, abastecendo o mercado das 250-300 e a Falcon fica como uma opção mais potente, ela passou por um Face-lift discreto, ganhando linhas mais angulosas ela também ganhou a sigla "i" em seu nome, fazendo menção à palavra injection, devido ao fato de ganhar injeção eletrônica passando a ser chamada de NX Falcon 400i.


Referências