Hotspot de biodiversidade

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Um hotspot de biodiversidade ou hotspot ecológico é uma região biogeográfica que é simultaneamente uma reserva de biodiversidade, além de poder estar ameaçado de destruição.[1]

Designa, geralmente, uma determinada área de relevância ecológica por possuir vegetação diferenciada, da restante e, consequentemente, abrigar espécies endémicas. Os hotspots de biodiversidade estão identificados pela Conservation International (CI), que se refere a 34 áreas de grande riqueza biológica em todo o mundo que são alvo das atividades de conservação da CI. Segundo esta organização, ainda que a área correspondente a estes habitats naturais ascenda apenas a 1,4% da superfície do planeta, concentra-se aí cerca de 60% do património biológico do mundo no que diz respeito a plantas, aves, mamíferos, répteis e espécies anfíbias. Numa conferência de imprensa recente, a CI actualizou a lista com nove hotspot de biodiversidade. Esta lista inclui a cordilheira dos Himalaias, bem como a nação insular do Japão.

Lista de hotspots[editar | editar código-fonte]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre ecologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.