Huastecas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Estátua huasteca da região de Tampico, séculos XIV-XVI

Os huastecas, huaxtecas ou huastecos, são um povo nativo[1] do México, historicamente baseados nos estados mexicanos de Hidalgo, San Luis Potosí, Veracruz e Tamaulipas concentrando-se ao longo do Rio Pánuco e da costa do Golfo do México. Os huastecas autodenominam-se Teenek. Falam huasteco uma língua da família maia.

A antiga cultura huasteca é uma das culturas pré-hispânicas da Mesoamérica. A partir das provas arqueológicas conhecidas, pensa-se que as suas origens remontem a 1000 a.C., apesar de o seu período civilizacional mais produtivo ser geralmente considerado como tendo ocorrido durante o período pós-clássico mesoamericano, entre o declínio de Teotihuacan e o aparecimento do império asteca. Os huastecas pré-colombianos construíram templos em pirâmides, esculpiram estátuas e produziram cerâmica ricamente decorada.

A cultura huasteca foge à regra na medida em que foi uma das poucas culturas que atingiu o grau de civilização e construiu cidades, mas que, ainda assim, geralmente não usava roupas. Eram admirados pelos outros povos mesoamericanos pelas suas capacidades musicais.

Cerca de 1450, os huastecas foram derrotados pelos astecas, sob a liderança de Moctezuma I; a partir de então, os huastecas pagaram tributos aos astecas, mas mantiveram em grande medida a sua auto-governação ao nível local.

Foram dominados pelos conquistadores espanhois entre 1519 e 1530. Com a imposição da fé católica, tiveram que passar a usar vestuário.

Referências

  1. La Huasteca: historia y cultura, por Guy Stresser-Péan. Disponível em http://www.arqueomex.com/S2N3nHuasteca79.html. Acesso em 12 de abril de 2015. (em espanhol)