Hugo Enomiya-Lassalle

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Nascido em 1898, na Alemanha, Pe. Hugo Enomiya-Lasalle se dedicou à atividade missionária no Japão desde 1929, interessou-se pelas práticas budistas locais, abraçando a prática meditativa do Zen. Ordenado como jesuíta tornou-se vigário de Hiroshima e em 6 de Agosto de 1945 foi gravemente ferido no ataque atômico sobre a cidade. por um curto período de tempo retornou à Alemanha. Em setembro de 1946 em audiência com o Papa Pio XII Lasalle revelou a ideia de fazer construir em Hiroshima uma catedral dedicada à paz. Desenhada pelo arquiteto Togo Murano, a construção iniciou em 1950 e ficou pronta em 6 de agosto de 1954 sob o nome de Memorial Cathedral for World Peace.

Em 1956, Enomiya-Lassalle começou a estudar o Zen com Harada Daiun Sogaku. em 1958 publicaria Zen: Caminho para a iluminação, no entanto a Santa Sé o proibiu de continuar publicando sobre o assunto.

Após a morte de Harada em 1961, Enomiya-Lassalle tornou-se estudante de Yamada Koun um dos alunos de Harada. Yamada era entusiasta das possibilidades do Zen como uma prática Cristã, acreditando que o "Zen poderia tornar-se um dia uma importante corrente. Com o apoio de Enomiya-Lassalle, vários padres e freiras se sentiram atraídos pelo zen, e tornaram-se estudantes. Em fins da década de 1960, Enomiya-Lasalle ganhou autorização como professor na linhagem Sanbo Kyodan de Yamada e recebeu o título de roshi(mestre zen), ao mesmo tempo que mantinha sua crença no Cristianismo. Depois de 1968, Enomiya-Lassalle passou muito de seu tempo na Europa promovendo retiros zen e incentivando a prática zen entre cristãos.

Em 1987 Lassalle publicou The Practice of Zen Meditation, (1987, Thorsons).


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.