Hugo Häring

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde maio de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Goebelstraße, no Großsiedlung Siemensstadt, distrito de Charlottenburg, Berlim.

Hugo Häring (Biberach am der Riß, 11 de maio de 1882Göppingen, 17 de maio de 1958) foi um arquiteto alemão, adscrito ao expressionismo. Teórico da arquitetura alemã, é conhecido pelos seus escritos sobre a arquitetura orgânica e pela sua participação no debate arquitetônico sobre o funcionalismo na década de 1920 e na de 1930. Discípulo de Theodor Fischer, Häring acreditava que cada edifício somente devia ser desenvolvido em função de um cliente e local específicos. Poucos projetos seus foram construídos, mas teve uma grande influência sobre o seu colega e amigo Hans Scharoun. Häring foi um membro fundador de Der Ring e do CIAM.

Häring fez uma única incursão no cinema, no drama sobre homossexualidade, Mikaël (1924), de Carl Theodor Dreyer, desenhando os fastuosos decorados e o vestuário.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • M. Aschenbrenner, P. Blundell-Jones, Hugo Häring - the Organic versus the Geometric, Agel Menges, 1999.
  • P. Blundell-Jones, Hugo Häring - New Buildings, Cambridge University Press, 2003.
  • Jose-Manuel García Roig, Tres arquitectos alemanes. Bruno Taut. Hugo Häring. Martín Wagner, Valhadolide , 2004, ISBN 978-84-8448-288-8.

Referências

  • Este artigo foi inicialmente traduzido do artigo da Wikipédia em espanhol, cujo título é «Hugo Häring».