Hula

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Apresentação de Hula.
Dançarina de Hula.

A Dança Havaiana, conhecida como Hula, é uma tradição passada de geração a geração, que remonta do Período Histórico Matriarcal. Ela é a interpretação de um texto poético, logo, o conhecimento do canto, conhecido por mele, é que gera a base para um repertório rico em movimentos, repleto de significados e variações.

No Havaí, ela não é apenas uma dança, mas um estilo de vida baseado numa religião ancestral de seu povo, com cantos e variedades de ritmo, rica em acessórios naturais, totalmente baseada numa Mitologia repleta de lendas, orações e amor à Mãe Natureza. Trata-se de uma dança devocional, que assumiu caráter de performance após a ocupação estrangeira no Havaí.

Cada movimento faz alusão a um elemento natural, desde uma montanha até as ondas do mar, desde sentimentos como o amor e emoções como a raiva humana. Assim a dança é para o povo havaiano, uma reflexão da vida.

Atualmente, na versão para performances em shows, assume conteúdo moderno e estilizado, versão muito utilizada para hotéis e recepção dos turistas no Havaí.

Existem três tipos básicos de Hula:

  • Hula Kahiko: antiga e devocional, que por sua vez é subdividida em vários tipos;
  • Hula A'uana: moderna;
  • Hula Ku'i: mesclagem dos dois estilos.

A Hula é um texto poético coreografado, mas sua adaptação à realidade de cada região fora de seu país, vai além de seu contexto original. Um "kumu hula", mestre de hula, só pode ser formado no Havaí, no entanto, a dança tem sido difundida no mundo todo por profissionais competentes que empenham seus anos estudando os aspectos da língua nativa, os instrumentos e acessórios empregados, trajes, diferenças culturais entre os halaus (escolas), estilos e tipos de práticas da Hula.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Hula