Hyakunin Isshu

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Poema Carta No.1
Ogura shikisi por Teika

Hyakunin isshu (百人一首?) é um estilo de antologia tradicional de compilação de poesia japonesa waka onde cada contribuinte escreve um poema para a antologia. Literalmente significa "cem pessoas, um poema [cada]". Também refere-se ao jogo de cartas uta-garuta, que usa um baralho composto de poemas deste tipo de antologia.

Ogura Hyakunin Isshu[editar | editar código-fonte]

O hyakunin isshu mas famoso, frequentemente referido como "o" Hyakunin Isshu porque nenhum outro pode ser comparado à sua notabilidade, é o Ogura Hyakunin Isshu, compilado por Fujiwara no Teika (ou Sadaie, 1162 – 1241) enquanto este vivia no distrito de Ogura em Quioto, Japão.

O Ogura Hyakunin Isshu é o set de Karuta usado para se jogar Karuta competitivo.


Poemas[editar | editar código-fonte]

Poema número 2[1]
Um dos poemas atribuidos à Imperatriz Jitō foi selecionado por Fujiwara no Teika para inclusão na sua antologia popular Hyakunin Isshu. O texto é visualmente descritivo.

春過ぎて (Haru sugite?)
夏来にけらし (Natsu ki ni kerashi?)
白妙の (Shirotae no?)
衣ほすてふ (Koromo hosu cho?)
天の香具山 (Ama no Kaguyama?)[1]
------
A primavera passou
E o verão voltou
Já que os roupões de seda branca
Dizem, estão espalhados para secar
No Monte do perfume Celestial


Notas[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui multimídias sobre Hyakunin Isshu