Hype man

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

"Hype man" é um músico do hip hop que faz um rap de suporte para o rapper principal com exclamações e interjeições, que tenta aumentar a emoção do público com canto de pergunta e resposta.[1] [2] O escritor musical Mickey Hess expande o termo da seguinte forma: "um hype man é uma figura que desempenha um papel central, mas coadjuvando dentro de um grupo, fazendo suas próprias intervenções, geralmente visando a exaltar a multidão ao mesmo tempo, chamando a atenção para as palavras do MC."[3]

Discutindo o papel do hype man no livro How to Rap, Royce da 5'9" descreveu como um hype man pode contribuir em uma apresentação ao vivo: "muitos dos meus versos estão permanentes com a minha rima [que] eu preciso de alguém para me ajudar."[4] Lateef adicionou: "Você vai ter que ter alguém para dizer alguma coisa em algum lugar para lhe dar um fôlego ... normalmente é só uma questão de conseguir alguém para mandar alguma linha ou alguma palavra em uma linha - que é tudo que você realmente precisa."[4]

Origem[editar | editar código-fonte]

Flavor Flav tentando animar a multidão.

Os primeiros "hype man" do hip hop foram Cowboy e Creole do grupo Grandmaster Flash and the Furious Five.[1] [3] Kool Moe Dee chama Creole de "o original hype man".[5] O quintessencial hype man, por muitos fãs e músicos da época, foi o do grupo Public Enemy Flavor Flav, cuja abordagem exuberante para a arte em gravações de vídeos do grupo fez dele, sem dúvidas, o primeiro hype name notório, uma figura mais famosa do que muitos MCs.

Jay-Z começou sua carreira como hype man para Jay-O[6] [7] e mais tarde foi hype man para Big Daddy Kane.[8] Tupac Shakur começou sua carreira como um hype man para Digital Underground.[9]

Hype man notáveis[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c The Hilltop - The Role of The 'Hype Man' In Hip-Hop Thehilltoponline.com. Visitado em 15 de julho de 2012.
  2. Barrett, Grant, 2006, The Official Dictionary of Unofficial English, McGraw-Hill Professional, p. 182.
  3. a b c d e f Hess, Mickey, 2007, Icons of Hip Hop: An Encyclopedia of the Movement, Music, and Culture, Greenwood Publishing Group, p. 176.
  4. a b Edwards, Paul, 2009, How to Rap: The Art & Science of the Hip-Hop MC, Chicago Review Press, p. 304.
  5. Kool Moe Dee Thafoundation.com. Visitado em 15 de julho de 2012.
  6. Record Executives Thought Jay-Z Was No Good » MTV Newsroom Newsroom.mtv.com (26 de agosto de 2009). Visitado em 15 de julho de 2012.
  7. Vibe magazine, Jan 2004, Vol. 12, No. 1, published by Vibe Media Group, p. 75.
  8. Kane's Domain - Page 1 - Music - Broward/Palm Beach - Broward-Palm Beach New Times Broward/Palm Beach (15 de março de 2007). Visitado em 15 de julho de 2012.
  9. Harris, Ashley Rae, 2010, Tupac Shakur: Multi-Platinum Rapper, ABDO Publishing Company, p. 35.
  10. http://www.ctvbc.ctv.ca/servlet/an/local/CTVNews/20120220/bc_die_antwoord_review_120220/20120220?hub=BritishColumbiaHome
  11. http://www.theboombox.com/2012/01/10/scaff-beezy-safaree-nicki-minaj-count-it-up/