HyperTransport

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde setembro de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.

HyperTransport é uma tecnologia que permite criar interconexões bidirecionais ponto a ponto de processadores com grande largura de banda, baixa latência e de maneira escalável. O padrão da tecnologia é aberto, sendo gerenciado e promovido por um consórcio de empresas denominado HyperTransport Consortium.[1] Esta tecnologia é utilizada pela AMD e pela Transmeta em seus processadores x86 e pela NVIDIA em seus chipsets.

HyperTransport é um barramento criado a partir dos processadores AMD64 socket 754 que faz a comunicação direta entre o processador e os demais dispositivos da placa mãe. Nas versões anteriores ao 754, os socketA(462), o chipset (principal chip da placa mãe) controlava o barramento de memória e outros componentes ao mesmo tempo; ao surgir o AMD64 foi criado um controle de barramento exclusivo aos outros componentes chamado de HyperTransport.

Posteriormente a mesma tecnologia foi mantida nos processadores seguintes que são os de socket 939, AM2, AM2+, AM3 (Phenom) e FM1 (AMD Fusion).

HyperTransport especificações de frequência[editar | editar código-fonte]

HyperTransport
Versão
Ano Max. HT Frequência de Raul Max. de largura de banda larga Max. de largura de banda agregada
(bi-direcional)
1.0 2001 800 MHz 32 Bits 12.8 GB/s
1.1 2002 1.0 GHz 32 Bits 8.0 GB/s
2.0 2004 1.4 GHz 32 Bits 22.4 GB/s
3.0 2006 2.6 GHz 32 Bits 41.6 GB/s
3.1 2008 3.2 GHz 32 Bits 51.2 GB/s

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre Informática é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.