I'd Do Anything

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
"I'd Do Anything"
Single de Simple Plan
do álbum No Pads, No Helmets... Just Balls
Lançamento 2002
Formato(s) CD
Gravação 2002
Gênero(s) Punk rock
Duração 3:17
Gravadora(s) Atlantic Records
Composição Simple Plan
Cronologia de singles de Simple Plan
Último
Último
"I'm Just a Kid"
(2001)
"Addicted"
(2002)
Próximo
Próximo

"I'd Do Anything" foi o segundo single lançado do álbum No Pads, No Helmets... Just Balls da banda canadense Simple Plan. A canção fala de uma paixão de liceu que o vocalista Pierre Bouvier não conseguiu esquecer e faria qualquer coisa para poder voltar a ver essa moça.

O vídeoclipe mostra a tentativa da multidão para entrar num concerto da banda. Na porta está um guarda-costas que vai pedindo às pessoas para fazerem o que lhes vier à cabeça para conseguir entrar. Patrick Langlois um dos sócios da marca de roupa "Role Model", tem um pequeno papel no vídeo onde deixa o guarda-costas dar-lhe um pontapé na genitália para conseguir entrar. Mark Hoppus (vocalista e baixista da banda pop punk americana Blink-182) canta e entra no vídeo.

Esta foi também a primeira canção com sucesso da banda a chegar ao primeiro lugar do TRL (Total Request Live) e a 51º no top 100 da Billboard.

Ícone de esboço Este artigo sobre um single de Simple Plan é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.