I'll Be There (canção de Jackson 5)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
"I'll be there"
Single de Jackson 5
do álbum Third Album
Lançamento 28 de Agosto de 1970
Formato(s) CD single, cassette, single de 7", single de 12"
Gênero(s) R&B
Duração 3:57
Gravadora(s) Motown Records)
Composição Berry Gordy, Bob West, Hal Davis, Willie Hutch
Produção Berry Gordy, Bob West, Hal Davis, Willie Hutch
Cronologia de singles de Jackson 5
Último
Último
"["The Love You Save"
(1970)
"Santa Claus is Comin' to Town"
(1970)
Próximo
Próximo

"I'll Be There" é uma canção escrita por Berry Gordy, Bob West, Hal Davis e Willie Hutch; no qual resultou em dois compactos a atingir a primeira posição na parada americana Billboard Hot 100: a versão original de 1970 gravada pelo quinteto The Jackson 5 e em 1992 em uma versão ao vivo em dueto pela cantora americana Mariah Carey e o cantor Trey Lorenz.

A canção original do grupo Jackson 5 gravada pela Motown Records e lançada como primeiro compacto de seu terceiro álbum, Third Album em 1970. "I'll Be There" foi o quarto compacto a atingir o primeiro lugar na parada americana, feito anteriormente feito pelos compactos "I Want You Back", "ABC" e "The Love You Save". "I'll Be There" é considerada o compacto de maior sucesso pela Motown durante a chamada "Era Detroit Clássica" (1959-1972) da gravadora.

A versão de Mariah Carey/Trey Lorenz foi regravada para o especial da cantora "MTV Unplugged (Acústico MTV)" em 1992. Co-produzida por Carey e Walter Afanasieff, "I'll Be There" se tornou o sexto compacto a atingir o topo da parada americana.

Versão Jackson 5[editar | editar código-fonte]

Sobre a gravação[editar | editar código-fonte]

Depois de três compactos número 1 do grupo),Berry Gordy da Motown decidiu arriscar em colocar uma balada como carro-chefe do no álbum do grupo. Para a canção, ele escalou os compositores/produtores Hal Davis, Willie Hutch e Bob West.

O resultado é uma canção gentil em que o narrador pede à seu(ua) ex-namorado(a) uma outra chance. Os cantores principais do grupo, Michael Jackson e seu irmão mais velho Jermaine, cantam a canção. Michael canta a parte "just look over your shoulders, honey" (só olhe aos seus braços) uma alusão à canção "Reach Out I'll Be There" de 1966 pelo quarteto Four Tops.

Lançamento e crítica[editar | editar código-fonte]

En sua autobiografia Moon Walk Michael Jackson diz que "I'll Be There" foi a canção que solidificou a carreira dos "The Jackson 5" e mostrou o potencial do grupo. O maior compacto de sucesso do grupo, "I'll Be There" vendeu 4,2 milhões de cópias nos Estados Unidos e 6,1 milhões de cópias no mundo.

A canção ganhou a posição número 1 da parada americana Billboard por cinco semanas de 17 de Outubro até 14 de Novembro; substituindo "Cracklin' Rosie" de Neil Diamond e substituída por "I Think I Love You" dos The Partridge Family. "I'll Be There" foi também número 4 na parada inglesa

"I'll Be There" foi o último compacto a atingir o primeiro lugar pelos Jackons 5 como grupo. Pelo resto de sua carreirao maior alcance que o grupo chegou foi a posição número 2. Michael Jackson conseguiu vários compactos número 1 como artista solo, começando com "Ben" em 1972. Ele ainda apresenta "I'll Be There" em todas suas turnês mundias, desde a Triumph Tour até a Bad World Tour, nas quais Michael se derramava em lágrimas ao cantar possivelmente relembrando seu passado como criança e o tempo que passou junto com os irmãos.

"I'll Be There" relembra uma das mais populares canções do grupo e foi regravada por vários artistas incluindo Josie and the Pussycats e Mariah Carey, essa última trouxe novamente a canção à tona depois de duas décadas que a foi lançada. Também foi regravada em uma versão Punk pela banda Me First and the Gimme Gimmes para o álbum Take a Break.

Versão de Mariah Carey[editar | editar código-fonte]

"I'll Be There"
Single de Mariah Carey
do álbum 'MTV Unplugged'
Lançamento 16 de Maio de 1992
Formato(s) CD single, K7, single de 7", single de 12"
Gênero(s) Pop, R&B, soul
Duração 4:25
Gravadora(s) Columbia Records
Composição Berry Gordy, Bob West, Hal Davis, Willie Hutch
Produção Mariah Carey, Walter Afanassief
Cronologia de singles de Mariah Carey
Último
Último
"Make it Happen"
(1992)
"If It's Over"
(1992)
Próximo
Próximo

Mariah Carey havia incluído "I'll Be There" como uma adição de última hora para o seu repertório MTV Unplugged (Acústico MTV), após ter sido informada de que na maioria dos atos no show normalmente se realizam pelo menos um cover.

"I'll Be There" é a sexta canção do especial MTV Unplugged, gravado em 16 de Março de 1992. Foi apresentada como dueto romântico, em que Mariah Carey canta a parte de Michael Jackson e Trey Lorenz canta a parte de Jermaine Jackson. O especial se tornou no MTV Unplugged álbum produzido pela cantora e por Walter Afanasieff (o qual estava no piano durante a apresentação). Wanya Morris (do grupo Boyz II Men) cantou a música com Carey no show o qual resultou em DVD (Fantasy: Mariah Carey no Madison Square Garden).

O especial MTV Unplugged televisionado em 20 de Maio de 1992 foi um sucesso notável. A gravadora Columbia Records, recebeu muitos pedidos para que "I'll Be There" fosse lançado como compacto, algo que não estava sendo planejado. Uma versão editada para rádios da canção foi feita, removendo os diálogos e partes da apresentação. Nos Estados Unidos o compacto acompanhava a canção "So Blessed" e na Inglaterra versões ao vivo da canção "Vision of Love", "If It's Over" e "All in Your Mind."

"I'll Be There" foi indicada em 1993 para o Prêmio Grammy nas categorias Melhor Apresentação R&B por um Grupo ou Dueto e Melhor canção R&B perdendo ambas para "End of the Road" do grupo Boyz II Men. O videoclipe de "I'll Be There" foi dirigido por Larry Jordan sendo simplesmente compilado com imagens da da apresentação de Carey em seu especial MTV Unplugged.

Durante o funeral de Michael Jackson (em 7 de julho de 2009), Mariah Carey e Trey Lorenz cantaram a canção (na versão de ambos)em sua homenagem.

Faixas[editar | editar código-fonte]

Worldwide CD single

  1. "I'll Be There"
  2. "So Blessed"

European CD maxi-single

  1. "I'll Be There"
  2. "So Blessed"
  3. "Vanishing"

UK CD maxi-single

  1. "I'll Be There"
  2. "Vision of Love" (live)
  3. "If It's Over
  4. "All in Your Mind"

Posição nas paradas[editar | editar código-fonte]

Depois do mediano compacto da cantora, "Make It Happen", "I'll Be There" se tornou o sexto compacto número 1 nos Estados Unidos na parada Billboard Hot 100 tirando todas as críticas de que a carreira da cantora estava em decadência. "I'll Be There" permaneceu na primeira posição durante duas semanas de 13 de Junho de 1992 até 27 de Junho de 1993. É até este momento o único compacto da série MTV Unplugged que atingiu a primeira posição.

"I'll Be There" foi um grande sucesso também fora dos Estados Unidos, se tornando um dos seus maiores compactos em vários países. Permaneceu em primeiro lugar por duas semanas na parada canadense e atigindo países europeus em que Mariah não era bem aceita.

Creditos
Versão Informação Produtores
The Jackson 5 Berry Gordy
Bob West
Hal Davis
Willie Hutch
Mariah Carey Mariah Carey
Walter Afanasieff

Cultura popular[editar | editar código-fonte]

A dupla de cantores brasileiros Sandy & Junior tem a versão "Com Você", uma das músicas mais famosas de seu repertório.[carece de fontes?]Declan Galbraith Também fez uma regravação em seu primeiro álbum "Tell Me Why", lançado em 2002.

O grupoamericano New Kids on the Block apresentou a canção na turnê "The Magic Summer Tour". A apresentação pode ser encontrada no vídeo Step by Step do grupo.

I'll Be There (versão dos Jackson 5) foi cantada por Leona Lewis em sua primeira apresentação no programa The X Factor em 2006 e por Alexandra Burke no mesmo programa em 2008. Guy Sebastian apresentou I'll Be There na final do Australian Idol em 2003 do qual ele foi o ganhador.

Em 7 de julho de 2009, Mariah Carey cantou "I'll Be There" juntamente a Trey Lorenz no evento memorial a Michael Jackson, realizado no Staples Center, em Los Angeles.

Posições nas paradas[editar | editar código-fonte]

Versão dos Jackson 5[editar | editar código-fonte]

Parada (1970) Melhor
posição
Dutch Singles Chart[1] 18
UK Singles Chart[2] 4
U.S. Billboard Pop Singles 1
U.S. Billboard Black Singles 1
U.S. Billboard Easy Listening 24

Versão de Mariah Carey[editar | editar código-fonte]

Parada (1992) Melhor
posição
Australian Singles Chart[3] 9
Canadian Singles Chart[4] 1
Dutch Singles Chart[5] 1
French Singles Chart[6] 16
German Singles Chart[7] 33
Irish Singles Chart[8] 3
New Zealand Singles Chart[9] 1
Norwegian Singles Chart[10] 10
Swedish Singles Chart[11] 26
Swiss Singles Chart[12] 20
UK Singles Chart[2] 2
U.S. Billboard Hot 100[13] 1
U.S. Billboard Hot Adult Contemporary Tracks[13] 1
U.S. Billboard Hot R&B/Hip-Hop Songs[13] 11

Referências