iOS 7

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Wikitext.svg
Este artigo ou seção precisa ser wikificado (desde março de 2014).
Por favor ajude a formatar este artigo de acordo com as diretrizes estabelecidas no livro de estilo.
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde março de 2014).
Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.


iOS 7
Apple iOS 7 Logo
Print
Print de um iPhone com iOS 7
Produção Apple Inc.
Família do SO iOS
Estado Estável
Lançamento 18 de Setembro de 2013
Versão estável 7.1.2 (11D257)
(30 de Junho de 2014)
Mercado-alvo Sistemas operacionais móveis
Arquitetura(s) ARM
ARMv8 (64 bits)
Núcleo Híbrido (Darwin)
Interface Cocoa Touch (Multi-touch, GUI)
Licença Proprietário EULA exceto para componentes open source
Página oficial Site Oficial
Cronologia
Último
Último
iOS 6
Próximo
Próximo

iOS 7 é a sétima versão do sistema operacional móvel criado pela Apple, o iOS, sucedendo o iOS 6, anunciado pela empresa na Apple Worldwide Developers Conference (WWDC) em 10 de junho de 2013 e lançado em 18 de setembro de 2013.[1] . Foi a primeira reestruturação completa do iOS desde seu lançamento em 2007.

O sistema inclui uma interface do usuário redesenhada e inúmeras alterações de funcionalidade. A concepção de novos elementos do iOS 7 foi liderada por Jony Ive, vice-presidente sênior de design da Apple.[1] [2]

História[editar | editar código-fonte]

Com a entrada de Jony Ive como vice-presidente sênior de design, houve uma especulação de que ele procuraria remover elementos de skeumorfismo dentro do iOS, uma vez que Jony Ive é considerado um defensor do design minimalista, contrariamente Scott Forstall (ex-vice-presidente sênior) e Steve Jobs (ex-CEO).[3]

Em 10 de junho de 2013, na WWDC, o iOS 7 foi anunciado e lançado para os desenvolvedores registrados, estando disponível para o iPhone 4 ou mais recente e iPod Touch (5ª geração). Somente com a segunda versão beta que o iPad 2 ou mais recente e iPad Mini foram suportados.[4] Em 10 de setembro de 2013, no evento do iPhone, a Apple anunciou que o iOS 7 seria lançado publicamente no dia 18 de setembro de 2013 para iPhone, iPod Touch e iPad. Neste mesmo dia, a empresa liberou a versão final do iOS 7 para desenvolvedores.

Design[editar | editar código-fonte]

Anunciado como a "maior mudança no iOS desde a introdução do iPhone"[2] [1] , a mudança mais notável foi uma reformulação da interface do usuário. O iOS 7 visivelmente retirou elementos skeumorficos a favor do design gráfico mais plano. Os ícones do iOS 7 foram projetados pela equipe de marketing da Apple, seguindo uma paleta de cores.[5]

Polêmicas[editar | editar código-fonte]

iOS 7 foi sem dúvida a maior mudança do sistema móvel da Apple, porém nem todos gostaram. Alguns usuários relataram em fóruns na Internet casos de vertigem, dor de cabeça e náuseas, causados pelas animações e o colorido do novo iOS 7, deixando-os tontos[6] . o Safari também foi alvo de queixas, pelo seu novo design que encolhe o espaço de visualizações do conteúdo na web. Por esses e outros motivos, o 7 foi a versão do iOS que mais demorou para seus usuários atualizarem

Novidades[editar | editar código-fonte]

AirDrop[editar | editar código-fonte]

iOS 7 integra o AirDrop, recurso de compartilhamento via Wi-Fi da Apple, para o iPhone 5 ou posterior, iPod Touch (5ª geração), iPad (4ª geração), iPad Air e iPad Mini.[7]

App Store[editar | editar código-fonte]

A App Store oferece mais opções de pesquisa por faixa etária e apresenta uma nova seção, chamada "Por Aqui", que permite ao usuário descobrir quais aplicativos são populares em sua área. A App Store também suporta atualizações automáticas de aplicativos.[8]

Câmera[editar | editar código-fonte]

A nova interface da câmera suporta os três modos anteriores de fotografia (vídeo, foto e foto panorâmica), bem como um novo modo de fotos quadradas. O aplicativo também oferece nove filtros de fotos.[9]

Central de Controle[editar | editar código-fonte]

Com o iOS 7 foi introduzido uma Central de Controle que pode ser acessada puxando para cima a partir do canto inferior da tela. Nela existem opções para ativar/desativar o modo avião, Wi-Fi, bluetooth, modo "não perturbe" e bloqueio de tela, além de opções de brilho, controles de música e audio, AirDrop, AirPlay e atalhos para lanterna, relógio, calculadora e câmera.[10] [11]

Multitarefa[editar | editar código-fonte]

No iOS 7, a função de multitarefa permite ao usuário visualizar cada aplicativo aberto, mostrando o ícone e a tela do mesmo. Também existe uma opção para atualizações em segundo plano.[12] [13] A função de multitarefa foi introduzida no iOS 4, porém somente os ícones dos aplicativos abertos poderiam ser visualizados.[14]

Outras Atualizações[editar | editar código-fonte]

Os papéis de parede no iOS 7 acompanham o movimento do usuário, utilizando o giroscópio para criar tal efeito. As fotos no iOS 7 são organizadas por data e localização, podendo também serem organizadas por ano. O Photo Stream do iCloud suporta compartilhamento de vídeo.

O Safari no iOS 7 possui um campo de busca inteligente unificado e novo modo de visualização em abas, além de melhoramentos na lista de leitura e compartilhamento no Twitter.[15] Siri apresenta um novo design translúcido para combinar com o resto do sistema, novas vozes masculinas e femininas, um maior controle sobre as configurações do sistema e suporte para Wikipedia e Bing.[16] Outras alterações incluem sincronização da Central de Notificações e disponibilidade na tela de bloqueio,[17] além de ativação de travamento através do aplicativo Buscar iPhone.[8]

Suporte[editar | editar código-fonte]

O iOS 7 é suportado nos seguintes dispositivos:[8]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Apple logo black.svg Portal Apple Inc.