ISO 10006

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém uma ou mais fontes no fim do texto, mas nenhuma é citada no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde outubro de 2012)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.

A ISO 10006:2003, Quality management systems; Guidelines for quality management in projects, é um guia e um padrão internacional desenvolvido pela ISO específico para gerência de projetos, mas não com objetivos de certificação, mas sim de padronização. É aplicável a projetos de complexidades variadas, pequenos ou grandes, de curta ou longa duração, em diferentes ambientes e independente do tipo de produto ou processo envolvido. Isto pode necessitar de alguma adaptação em seu gerenciamento para atender às particularidades do projeto.

Descrição do Processos de Gerenciamento de Projetos para a [NBR ISO 10006:2000][editar | editar código-fonte]

1. PROCESSO ESTRATÉGICO
1.1 Processo Estratégico: Define a direção do Projeto e gerencia a realização de outros processos do Projeto.

2. PROCESSOS DE GERENCIAMENTO DE INTERDEPENDÊNCIAS
2.1 Iniciação do Projeto e desenvolvimento do plano de Projeto: Avaliação dos requisitos dos clientes e outras partes interessadas, preparando um plano do Projeto e iniciando outros processos.
2.2 Gerenciamento das interações: Gerenciamento das interações entre os processos durante o Projeto.
2.3 Gerenciamento das mudanças: Antecipação a mudanças e gerenciamento destas ao longo de todos o processos.
2.4 Encerramento: Conclusão dos processos e obtenção de retroalimentação (feedback).

3. PROCESSOS RELACIONADOS AO ESCOPO
3.1 Desenvolvimento conceitual: Definição das linhas gerais sobre o que o produto do Projeto irá fazer.
3.2 Desenvolvimento e controle do escopo: Documentação das características do produto do Projeto em termos mensuráveis e controle dos mesmos.
3.3 Definição das atividades: Identificação e documentação das atividades e etapas necessárias para se alcançarem os objetivos do Projeto.
3.4 Controle das atividades: Controle do trabalho efetivo realizado no Projeto.

4. PROCESSOS RELACIONADOS AO TEMPO
4.1 Planejamento de dependência das atividades: Identificação das inter-relações, interações lógicas e dependências entre as atividades do Projeto.
4.2 Estimativa de duração: Estimativa da duração de cada atividade em conexão com atividades específicas e com os recursos necessários
4.3 Desenvolvimento do cronograma: Inter-relação dos objetivos de prazo do Projeto, para confirmação do cronograma proposto ou para realizar as ações apropriadas para recuparear atrasos.
4.4 Controle do cronograma: Controle da realização das atividades do Projeto, para confirmação do cronograma proposto ou para realizar as ações apropriadas para gerar atrasos.

5. PROCESSOS RELACIONADOS AO CUSTO
5.1 Estimativa de custos: Desenvolvimento de uma estimativa de custos para o projeto.
5.2 Orçamento: Utilização de resultados provenientes da estimativa de custos para elaboração do orçamento do Projeto.
5.3 Controle de custos: Controle de custos e desvios ao orçamento do Projeto.

6. PROCESSOS RELACIONADOS AOS RECURSOS
6.1 Planejamento de recursos: Identificação, estimativa, cronograma e alocação de todos os recursos principais.
6.2 Controle dos recursos: Comparação da utilização real e planejada de recursos, corrigindo se necessário.

7. PROCESSOS RELACIONADOS AO PESSOAL
7.1 Definição de estrutura organizacional: Definição de uma estrutura organizacional para o Projeto, baseada no atendimento às necessidades de projetos, incluindo a identificação das funções e definindo autoridades e responsabilidades
7.2 Alocação de equipe: Seleção e nomeação de pessoal suficiente com a competência apropriada para atender às necessidades do Projeto.
7.3 Desenvolvimento da equipe: Desenvolvimento de habilidades individuais e coletivas para aperfeiçoar o desempenho do Projeto.

8. PROCESSOS RELACIONADOS À COMUNICAÇÃO
8.1 Planejamento da comunicação: Planejamento dos sistemas de informação e comunicação do Projeto.
8.2 Gerenciamento das informações: Tornar disponíveis as informações necessárias da organização do Projeto aos membros e outras partes interessadas.
8.3 Controle da comunicação: Controle da comunicação de acordo com o sistema de comunicação planejado.

9. PROCESSOS RELACIONADOS AO RISCO
9.1 Identificação de riscos: Determinação de riscos do Projeto.
9.2 Avaliação de riscos: Avaliação da probabilidade de ocorrência de eventos de risco e impacto destes sobre o Projeto.
9.3 Desenvolvimento de reação ao risco: Desenvolvimento de planos para reação ao risco.
9.4 Controle de riscos: Implementação e atualização dos planos de risco.

10. PROCESSOS RELACIONADOS AOS SUPRIMENTOS
10.1 Planejamento e controle de suprimentos: Identificação e controle do que deve ser adquirido e quando.
10.2 Documentação dos requisitos: Compilação das condições comerciais e requisitos técnicos.
10.3 Avaliação dos fornecedores: Avaliação e determinação de quais fornecedores devem ser convidados a fornecer produtos.
10.4 Subcontratação: Publicação dos convites à proposta, avaliação das propostas, negociação, preparação e assinatura de contrato.
10.5 Controle de contrato: Garantia de que o desempenho dos fornecedores atende aos requisitos contratuais.


Ligações externas[editar | editar código-fonte]