Identificador Único Global

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde Dezembro de 2008).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Um Identificador Único Global ou GUID (do inglês, Globally Unique IDentifier) é um tipo especial de identificador utilizado em aplicações de software para providenciar um número de referência que será único em qualquer contexto (por isso é "Universal") como, por exemplo, em uma definição de referência interna para um tipo de ponto de acesso em uma aplicação de software ou para a criação de chaves únicas em um banco de dados. Apesar de que cada GUID gerado não possui nenhuma garantia de ser único, o número total de chaves únicas (2128 ou ~3.4×1038) é tão grande que a probabilidade do mesmo número ser gerado duas vezes é muito pequena. Por exemplo, considerando que o Universo Observável contém 5x1022 estrelas, cada estrela poderia ter ~6.8×1015 dos seus próprios GUIDs.

O termo GUID geralmente se refere à implementação da Microsoft do padrão UUID (Universally Unique Identifier, ou em português Identificador Único Universal); no entanto, muitas outros softwares utilizam o termo GUID incluindo o Oracle Database, dBase, OpenView Operations e o Novell eDirectory. O GUID também é a base para a GUID Partition Table (Tabela de Partição GUID), substituta da Intel para a MBR sobre a EFI.

O valor do GUID segue o layout de grupos de 8, 4, 4, 4 e 12 dígitos hexadecimais e minúsculas, separados por hífens. Um exemplo de um valor válido para um GUID: 561d1cc4-c7b5-431e-94a7-e0c2ed9a8d2c