Igreja Evangélica Avivamento Bíblico

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox warning pn.svg
Este artigo foi proposto para eliminação por consenso.

Você é encorajado a melhorar o artigo, mas não remova este aviso, o que seria considerado vandalismo, além de não afetar o processo.

Dê a sua opinião e caso ela seja transformada numa votação após uma semana, vote (se tiver direito ao voto) na discussão.

Se aprovada, a eliminação ocorrerá a partir de 21 de agosto.


Usuário: se esta página possui arquivos de mídia que não são utilizáveis em outras páginas, adicione uma nota em WP:PER, para que um administrador lusófono do Wikimedia Commons verifique se ela se encontra no escopo do projeto.

Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde março de 2009).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Igreja Evangélica Avivamento Bíblico
Classificação Protestante
Orientação Pentecostal
Líder José Carlos dos Santos (presidente)
Área geográfica Brasil, América do Sul, África, Europa e Ásia
Fundador Alídio Flora Agostinho e Oswaldo Fuentes
Origem 7 de setembro de 1946, Rudge Ramos, São Bernardo do Campo
Site oficial http://www.ieab.com.br/

A Igreja Evangelica Avivamento Bíblico é uma denominação protestante pentecostal brasileira. Conta com cerca de 150 000 membros e cerca de 1 000 igrejas.

História[editar | editar código-fonte]

A denominação surgiu em 7 de setembro de 1946, aos fundos da Faculdade de Teologia da Igreja Metodista do Brasil, em Rudge Ramos, município de São Bernardo do Campo. Um grupo de metodistas, das igrejas de Tucuruvi e Vila Mazzei, bairros da capital paulista que acreditavam na visão pentecostal do Batismo no Espírito Santo juntamente com os então seminaristas Mário Roberto Lindstron, Oswaldo Fuentes e Alídio Flora Agostinho decidiram manter suas posições teológicas a despeito desta ser contrária à posição oficial da IMB. Esta decisão tornou oficial o movimento, por isso que essa é a data em que se comemora o seu aniversário. A intenção era reformar a denominação de origem, mas o movimento não foi aceito pela Igreja Metodista e os seus adeptos decidiram fundar uma nova denominação. Os seminaristas Mário e Oswaldo correram o mundo evangelizando e pregando em nome do Senhor.

O primeiro local de reuniões foi a residência do fiel Lázaro Sansão, à Rua Floreal, 10, em Jaçanã. Para isso, ele separou uma pequena “área coberta de sapé”, anexa à sua casa. Coube a Tertuliano Antunes o papel de primeiro líder do grupo, enquanto os seminaristas continuavam na faculdade de teologia.

Em 1947, o seminarista Mário Roberto Lindstron interrompeu seus estudos na faculdade e passou a liderar o grupo. Oswaldo e Alídio ainda permaneceram aquele ano na faculdade, porém não renovaram matrícula para o ano seguinte, se juntando a Mário Roberto na liderança da Igreja.

Ao contrário da Igreja Metodista, que batiza por aspersão, a Igreja do Avivamento, à moda da maioria das igrejas pentecostais, só aceita o batismo por imersão. A primeira cerimônia de batismo foi liderada pelo Missionário Henry Jeffery, naquele tempo ligado à “Missionary Chapel of London”, no dia 15 de junho de 1947, nas águas do rio Cabuçu, na divisa entre São Paulo e Guarulhos. Foram batizados quarenta e sete fiéis, dentre os quais o seu líder, Mário Roberto Lindstrom. Em 16 de agosto Henry Jeffery presidiu a primeira assembléia da igreja, na qual foi organizada a diretoria e consagrado o primeiro pastor, Mário Roberto Lindstrom, bem como presbíteros e diáconos.

Em janeiro de 1956, de 23 a 29, reuniu-se em Jaçanã, o que se chamou inicialmente, de “Primeira Reunião Geral de Obreiros”, e, depois de: “Convenção Geral”. Nesta reunião foi criado o órgão geral, chamado de “Conselho Nacional”. Mais tarde se chamou: “Conselho Diretor”, “Conselho Executivo”, e, atualmente, “Conselho Geral”. Em dezembro de 1957, surgia o primeiro número do jornal Avivamento, que é o órgão oficial do movimento.

A década de 60 caracterizou-se por autonomia de diversas congregações e a batalha por um “estatuto único”. Em 1962 a Convenção Geral tornou-se pessoa jurídica, pretendendo representar todas as igrejas. Em 1968, na Convenção Geral realizada em Santo André, ficou estabelecido o “estatuto padrão”, vinculando todas as igrejas à Convenção Geral.

Organização[editar | editar código-fonte]

Em 1972 ocorreu em Paranavaí no estado do Paraná a XVIª Convenção Geral que aprovou em caráter definitivo o "estatuto único". Deste modo, oficializou-se o governo centralizado, tendo sido estabelecidas as Regiões Eclesiásticas, com os Conselhos Regionais, eleitos nas Convenções Regionais; o ministério tornou-se itinerante e firmou-se o movimento de missões; ficou também fixado o “Dia Nacional de Missões do Avivamento Bíblico”, que coincide com a data da fundação do Movimento (7 de setembro).

As regiões estabelecidas foram: Centro, compreendendo São Paulo, Minas Gerais e Bahia;Com o pastor José Rodrigues Oeste, compreendendo o Oeste do Estado de S. Paulo, Mato Grosso e Goiás, e , Sul, compreendendo Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Além das regiões, foram reconhecidos os Campos Missionários: congregações distantes e diretamente ligadas ao Departamento Geral de Evangelismo e Missões.

Hoje o Avivamento Bíblico conta com igrejas implantadas em todos os Estados brasileiros e países da América Latina como Chile, Uruguai, Paraguai e Argentina, além de Igrejas na Europa, Ásia e África[1] [2] .

Composição do Conselho Geral 2012-2016[editar | editar código-fonte]

Presidente Pr. José Carlos dos Santos

Vice-presidente Pr. José de Souza Gomes

Secretário Pr. Arlindo Manoel da Conceição Junior

Superintendentes Regionais

Pr. Levino Gomes Filho -Região Sul I

Pr. Jorge Teodoro Rodrigues - Região Sul II

Pr. Celso Fernandes da Silva - Região Sul III

Pr. Cosme Ferreira da Silva - Região Sudeste I

Pr. Nelson Piva - Região Sudeste II

Pr. Daniel Gonçalves da Silva - Região Sudeste III

Pr. Onésimo Ferreira da Silva - Região Centro-Oeste

Pr. Josimar de Oliveira Silva - Região Nordeste

Pr. Marcos Antonio Duarte - Região Norte

Diretores Gerais

Pr. José de Souza Gomes - Diretoria Geral Administrativa

Pr. Alírio Misael F. Agostinho - Diretoria Geral de Evangelismo e Missões

Pr. Arlindo Manoel Conceição Jr. - Diretoria Geral de Cultura e Educação Cristã

Pr. José da Silva Netto - Diretoria Geral de Ação Social

Referências

  1. Campos Missionários Transculturais. Avivamento Bíbliuco Jaçanã. Página visitada em 9 de maio de 2012.
  2. Institucional: quem somos. IEAB. Página visitada em 9 de maio de 2012.

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]