Igreja de Fontarcada

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Igreja de Fontarcada.
Igreja de Fontarcada: pormenor do portal principal.
Igreja de Fontarcada: tímpano do portal lateral sul.

A Igreja de São Salvador[1] , também referida como Igreja Matriz de Fontarcada, localiza-se no lugar do Mosteiro, na freguesia de Fontarcada, concelho de Póvoa de Lanhoso, distrito de Braga, em Portugal.

História[editar | editar código-fonte]

O local onde está inserida é designado como "do Mosteiro" devido ao facto de aí ter sido fundado, em 1067, o Mosteiro beneditino de São Salvador (orago da freguesia), por doação de D. Godinho Fafes (Godinho Fafilaz ou Falifaz), pai do rico-homem e alferes-mor de Henrique de Borgonha, conde de Portucale , responsável pela edificação da coutada de Fontarcada, onde o templo foi erguido num terreiro, talvez no princípio do século XII.[2] A comunidade beneditina extinguiu-se no século XIV ou XV, e atualmente nada resta das instalações conventuais.

A igreja atual remonta ao final do século XIII e início do século XIV, altura em que os frades beneditinos mantiveram disputas com fidalgos das vizinhanças devido a direitos e senhorios.[3]

Em 1450, os privilégios do Mosteiro foram confirmados pelo Rei, cinco anos antes de o Arcebispo de Braga, D. Fernando da Guerra o decidir converter em arcediaconado.

A igreja foi restaurada no século XVI.

Encontra-se classificada como Monumento Nacional por Decreto de 16 de junho de 1910.

Características[editar | editar código-fonte]

É uma igreja de origem românica, que mantém alguns dos traços estilísticos.

A fachada principal, austera, tem um portal de três arquivoltas apoiadas em seis colunelos com capitéis lavrados e ábacos salientes. A frontaria apresenta ainda uma rosácea com moldura de dois anéis de secção idêntica à dos arcos do portal, denotando-se uma provável autoria do mesmo mestre de obras. O portal é encimado por um friso enxaquetado. O tímpano ostenta um Agnus Dei.

A cabeceira da igreja (no exterior) é rodeada por três colunas com capitéis esculpidos, onde assenta uma cornija de arcadas lombardas. Toda a abside é ornamentada por uma cimalha, junto ao beirado, com semi-esferas. O beiral da cobertura das paredes laterais da nave são percorridas por uma cornija, que suporta o beiral, semelhante à da cabeceira. A sul existe ainda um portal lateral de arco quebrado, com duas arquivoltas sustentadas por dois colunelos com capitéis esculpidos com motivos vegetalistas, e um tímpano ornado por uma cruz pátea, com um sol e uma lua esculpidos nos lados. A torre sineira, adossada ao alçado esquerdo, é posterior ao corpo românico da igreja e apresenta um portal de arco pleno e um telhado piramidal.

A igreja é coberta no interior por um tecto de madeira, sobre uma nave única. A cabeceira, com um sector de planta rectangular e outro semicircular, apresenta uma abóbada seccionada por nervuras em gomos. O alçado da abside está estruturado em duas zonas definidas por um friso entrançado. Na zona inferior, a capela-mor é ricamente decorada com cinco arcadas cegas, com características pré-românicas, apoiadas em colunas adossadas com capitéis lavrados com motivos geralmente vegetalistas.[4] Na zona superior, rasgam-se frestas que se apresentam como se fossem portais, com arquivoltas sobre colunas com capitéis lavrados e ábacos salientes. A capela-mor apresenta ainda vestígios de frescos medievais.

Referências

  1. MATOS, Fernando Mota de; Igreja de São Salvador (matriz de Fonte Arcada) in "Portugal: Património", Volume I, coordenação de Álvaro Duarte de Almeida e Duarte Belo, Círculo de Leitores, Rio de Mouro, 2007 ISBN 9789724239071
  2. Igreja de Fontarcada na base de dados da Direção-Geral do Património Cultural
  3. GIL, Júlio; "As mais belas igrejas de Portugal, vol. I", Verbo, ISBN 9722211382
  4. ALMEIDA, José António Ferreira de; Fonte Arcada, in "Tesouros Artísticos de Portugal", Lisboa, 1976,

Ver também[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Igreja de Fontarcada