Igreja de Nossa Senhora da Oliveira (Guimarães)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Igreja de Nossa Senhora da Oliveira, Guimarães.
Igreja de Nossa Senhora da Oliveira: interior.

A Igreja de Nossa Senhora da Oliveira, também referida como Igreja da Colegiada de Guimarães, localiza-se na freguesia de Oliveira do Castelo, no Centro Histórico de Guimarães, no distrito de Braga, em Portugal. É um dos mais significativos exemplares de arquitectura gótica no norte do país.

História[editar | editar código-fonte]

A ocupação do local tem origem num mosteiro pré-românico, fundado por Mumadona Dias em 949. Para a proteção deste mosteiro foi erguida uma fortificação que antecedeu o atual Castelo de Guimarães. No início do século XII, este mosteiro daria lugar à Colegiada de Santa Maria de Guimarães, uma das mais importantes e ricas instituições religiosas do país na Baixa Idade Média.

Da construção original românica restam poucas peças materiais, e a documentação é insuficiente para a sua compreensão. Conserva-se uma quadra do claustro do século XII, embora bastante modificada durante o período Manuelino, onde são visíveis alguns capitéis, e a frontaria da sala do capítulo. Um capitel românico, datado da segunda metade do século XII e proveniente do portal principal da igreja [nota 1] , revela uma iconografia tipicamente beneditina, alusiva ao confronto entre o bem e o mal.

Durante o século XIV a Colegiada tornou-se um importante centro de peregrinação em função da veneração da imagem de Santa Maria, a mesma que seria objeto de devoção por parte de João I de Portugal na véspera da batalha de Aljubarrota. Em 1387, como cumprimento de um voto a Santa Maria, o próprio soberano financia a remodelação do edifício. As obras estariam concluídas na sua quase totalidade em 1401, tendo cessado os trabalhos em 1413.

Encontra-se classificada como Monumento Nacional desde 1910.

Características[editar | editar código-fonte]

A igreja possui uma estrutura planimétrica simples de três naves com três tramos, com transepto saliente, solução comum no gótico mendicante. A ruptura é dada por outros elementos. A janela do nível superior da fachada, de grandes dimensões, e organizada como um retábulo, constitui um dos melhores programas iconográficos góticos em Portugal. É integralmente dedicado à genealogia da Virgem, composta por uma Árvore de Jessé e a Anunciação da mensagem mariana. Da época gótica é ainda visível parte das asnas da cobertura das naves, decoradas com painés de pinturas com iconografia heráldica e bestiária.

O projeto tem autoria de João Garcia de Toledo, arquitecto da corte e ligado às principais obras do reinado de Fernando I de Portugal que se manteve no cargo após a crise de 1383-85.

Durante a época moderna o edifício sofreu várias alterações e remodelações. A nova capela-mor, data do reinado de Pedro II de Portugal e é bastante mais profunda que a original. O interior foi revestido com talha dourada cuja autoria é atribuída a Pedro Alexandrino.

A Igreja de Nossa Senhora da Oliveira marca o final de uma fase do gótico nacional, sendo as décadas seguintes marcadas pela enorme influência de gosto Inglês que o Mosteiro da Batalha iria exercer em todo o território.

Notas

  1. Conservado no Museu Alberto Sampaio.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Igreja de Nossa Senhora da Oliveira (Guimarães)


Guimarães Património Religioso Brasão de Guimarães
Igrejas Nossa Senhora da Oliveira | São Miguel do Castelo | Misericórdia | São Pedro | São Domingos | Igreja e Convento das Domínicas | Nossa Senhora da Consolação e Santos Passos vulgarmente conhecida por Igreja de São Gualter | Serzedelo | São Cipriano de Taboadelo | São João de Calvos | Santa Maria de Corvite | São Martinho de Candoso
Mosteiros e Conventos Igreja e Convento das Domínicas | São Francisco | Santa Clara | Santa Marinha da Costa
Santuários Santuário da Penha | Santuário de São Torcato | Santuário da Lapinha
Capelas Bom Despacho | Espírito Santo | Nossa Senhora da Conceição | Capelas dos Passos da Paixão de Cristo | São Torcato | Santa Cruz
Cruzeiros Nossa Senhora da Guia | Cruzeiro de Souto | Cruzeiro fronteiro ao adro da Igreja de São Francisco
Ícone de esboço Este artigo sobre Património de Portugal é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.