Igreja de Santo André no Quirinal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Planta da igreja. Legenda: (1) Entrada, (2) Capela de São Francisco Xavier, (3) Capela da Paixão, (4) Capela de Santo Estanislau Kostka, (5) Capela de Santo Inácio de Loyola, (6) Altar-mor, (7) Entrada para o seminário

A Igreja de Santo André no Quirinal é uma igreja católica titular de Roma, na Itália.

Foi erguida para ser a igreja do seminário jesuíta de Roma. Foi projetada por Bernini, com o auxílio de Giovanni de' Rossi. O contrato foi firmado em 1658 e as obras começaram por volta de 1661, sendo finalizada em 1670. O patrono das obras foi o cardeal Camillo Francesco Maria Pamphili, e o edifício logo se tornou famoso pela sua planta original, em forma ovóide. Bernini a considerava uma de suas melhores criações. O pátio defronte é cercado por muros curvos, harmonizando-se com a forma da igreja.

No interior, o altar-mor é iluminado por uma fonte oculta de luz, criando um efeito teatral, como era o gosto dos barrocos. Várias obras de arte decoram as paredes e capelas laterais, inclindo peças de Guillaume Courtois, Antonio Raggi, Baciccia, Filippo Bracci, Giacinto Brandi, Pierre Legros, Carlo Maratta e outros . Numa das capelas está a tumba do rei Carlos Emanuel IV da Sardenha, e noutra as relíquias de Santo Estanislau Kostka.

Referências[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Igreja de Santo André no Quirinal
Ícone de esboço Este(a) artigo sobre capela, igreja ou catedral é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.