Ikchídidas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Ikhchídidas)
Ir para: navegação, pesquisa
Extensão máxima da dinastia ikchídida no século X.

Os Ikchídidas[1] foram uma dinastia islâmica de origem turca que governou o Egipto e a Síria entre 935 e 969.

História[editar | editar código-fonte]

A dinastia foi fundada por Muhammad bin Tughj Al-Ikhshid, nomeado como governador do Egipto em 935 pelo Califado Abássida, com a missão de defender as fronteiras ocidentais deste território, ameaçadas pelo crescimento do poder dos fatímidas no Norte de África. Em 937, Ibn Tughj recebeu do califa ar-Radi o título de ikhshid (o que significa "governador"), sendo daqui que deriva o nome atribuído à dinastia.

Ibn Tughj faleceu em 946, tendo sido sucedido pelo seu filho Unujur. Porém, quem na realidade exercia o poder era o vizir Abu al-Misk Kafur, um antigo escravo de origem núbia. A morte de Unujur, em 961, e a sua sucessão pelo seu irmão Ali, em nada alteraria o poder do vizir. Kafur conseguiu repelir as tentativas de invasão dos fatímidas e hamdanidas, tendo patrocinado o desenvolvimento das artes.

A dinastia ikchídida terminou em 969, com a conquista fatímida do Egipto, facilitada pela fome e peste e pela morte de Kafur em 968. Nesse ano o último soberano da dinastia, Abu al-Fawaris Ahmad (neto do fundador), foi deposto.

Referências

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • HAAG, Michael - The Rough Guide History of Egypt. Rough Guides, 2003. ISBN 1-85828-940-8.
  • Margulies, Marcos. Os Palestinos. [S.l.]: Editora Documentário, 1979.