Ileana da Roménia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ileana da Roménia
Arquiduquesa da Áustria
Princesa da Roménia
Printesa Ileana de Romania.jpg
Ileana da Roménia
Governo
Consorte Arquiduque António da Áustria, Príncipe da Toscana
Dr. Stefan Nikolas Issarescu
Vida
Nascimento 5 de Janeiro de 1909
Bucareste, Flag of Romania.svg Roménia
Morte 21 de janeiro de 1991 (82 anos)
Youngstown, Ohio Flag of the United States.svg Estados Unidos da América
Filhos Príncipe Stefan
Princesa Maria Ileana
Princesa Alexandra
Príncipe Dominic
Princesa Maria Madalena
Princesa Isabel
Pai Fernando I da Roménia
Mãe Maria de Saxe-Coburgo-Gota

Ileana da Roménia (5 de Janeiro de 1909 - 21 de Janeiro de 1991) foi a filha mais nova sobrevivente do rei Fernando I da Roménia e da sua consorte, Maria de Saxe-Coburgo-Gota. Nasceu como Princesa da Roménia, mas depois do seu casamento, passou a ser referida como Sua Alteza Imperial e Real, a Arquiduquesa Ileana da Áustria, Princesa Real da Hungria e da Boémia e Princesa da Toscana.

Nascimento e Primeiros Anos[editar | editar código-fonte]

Ileana nasceu em Bucareste a 5 de Janeiro de 1909.

Escuteiras[editar | editar código-fonte]

Antes de se casar, Ileana era a organizadora e Chefe das Escuteiras Romenas.

Mais tarde a Princesa Ilena envolveu-se na mesma organização, mas desta vez na Áustria onde foi presidente das escuteiras de 1935 até a organização ser banida em 1938 devido ao Anschluss.

Outras Conquistas[editar | editar código-fonte]

Ilena foi a organizadora das reservas femininas da Cruz Vermelha e da primeira escola de trabalho social da Roménia.

Era também uma ávida marinheira, tendo obtido a sua licença de navegação. Possuía um iate, o "Isprava" que navegou por muitos anos.

Antes da Abdicação do Rei Miguel[editar | editar código-fonte]

Casamento[editar | editar código-fonte]

Ileana e António no dia de casamento.

Ileana casou-se com o Arquiduque António da Áustria, Príncipe da Toscana, a 26 de Julho de 1931. Esta união foi encorajada pelo irmão de Ileana, o rei Carlos II da Roménia, que tinha inveja da popularidade da irmã no país e queria-a fora dele. Após o casamento, Carlos afirmou que a população romena nunca aceitaria uma Habsburgo a viver em solo romeno e, nesses termos, recusou deixar Ileana e António viver na Roménia.

Depois de ver o seu marido consignado ao Luftwaffe, Ileana abriu um hospital para soldados romenos feridos no castelo que servia de residência à família, o Sonneburg, nos arredores de Viena na Áustria. Em 1944, juntamente com os seus filhos, regressou à Roménia, onde a família viveu no Castelo de Bran, perto de Brasov. O Arquiduqe António juntou-se a eles, mas foi condenado a prisão domiciliária pelo Exército Vermelho. A Princesa Ileana abriu outro hospital na aldeia de Bran, ao qual deu o nome de Hospital do Coração da Rainha em memória da sua adorada mãe, a Rainha Maria da Roménia.

Exílio[editar | editar código-fonte]

Após a abdicação do rei Miguel I da Roménia, Ileana e a família foram exilados do país recentemente tomado pelos comunistas. Fugiram de comboio até ao sector russo da Roménia, na altura dividida em três partes. Depois ficaram a viver na Suíça, mais tarde na Argentina e, finalmente, em 1950, mudaram-se para os Estados Unidos onde Ileana comprou uma casa em Newton, Massachusetts.

Entre 1950 e 1961, Ileana promoveu várias palestras contra o Comunismo, trabalhando de perto com a Igreja Ortodoxa Romena dos Estados Unidos, e escreveu dois livros: "Eu Vivo Outra Vez", uma memória dos seus últimos anos na Roménia, e "Hospital do Coração da Rainha", uma descrição sobre o estabelecimento e organização do hospital.

A 29 de Maio de 1954 Ileana e António divorciaram-se oficialmente e ela casou-se com o seu segundo marido, o Doutor Stefan Nikolas Issarescu (1906 - 2002) em Newton, Massachusetts, a 20 de Junho de 1954. Do casamento não nasceram filhos.

Em 1961, a Princesa Ileana entrou para o Mosteiro Ortodoxo da Protecção da Mãe de Deus em Bussy, na França. O seu segundo casamento acabou em divórcio em 1965. Ao entrar para o Mosteiro, Ileana recebeu o nome de Mãe Alexandra. Depois mudou-se novamente para os Estados Unidos e fundou o Mosteiro Ortodoxo da Transfiguração em Ellwood City, Pennsylvania, sendo uma das suas abadessas até à sua reforma em 1981. Permaneceu no mosteiro até à sua morte.

Voltou a visitar a Roménia em 1990, aos 81 anos, na companhia da sua filha Sandi.

Em Janeiro de 1991 partiu a anca ao cair na noite antes do seu 82º aniversário e, já no hospital, sofreu dois ataques cardíacos graves. Morreu quatro dias depois e foi sepultada nos jardins do seu mosteiro.

Família[editar | editar código-fonte]

Dúvidas Sobre a Paternidade[editar | editar código-fonte]

Existem algumas duvidas sobre a verdadeira paternidade de Ileana. Foi sugerido que o pai biológico de Ileana seria o Príncipe Barbu Ştirbey, mas isto, de acordo com a biografia de Hannah Pakula sobre a mãe de Ileana, a Rainha Maria, parece não ter passado de um rumor.

Filhos[editar | editar código-fonte]

Ileana e António tiveram os seguintes filhos:

Acontecimentos mais importantes da família[editar | editar código-fonte]

  • O filho mais velho, Stefan, sofreu uma doença debilitante em 1959 que necessitou cuidados constantes fornecidos pela sua mãe e esposa.
  • A sua segunda filha mais velha, Maria Ileana, e o marido morreram num acidente de avião no Brasil, quando ela esperava o seu segundo filho. Deixaram uma filha orfã.
  • Em Maio de 2006, as autoridades romenas entregaram alguns direitos do Castelo de Bran ao filho de Ileana, Domic, como parte da herança da mãe.

Referências[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Ileana da Roménia