Ilha Urubuqueçaba

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
A ilha de Urubuqueçaba pintada por Benedito Calixto em 1902, tendo, ao fundo, a Ilha Porchat. Imagem vista de noroeste para sudeste. Permitida a divulgação pelo site http://www.novomilenio.inf.br

A Ilha Urubuqueçaba é uma ilha particular em Santos, no estado de São Paulo, no Brasil. Se localiza a leste da Ilha de São Vicente, bem próxima à Praia do José Menino, junto à divisa com o município de São Vicente.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

O termo "urubuqueçaba" é de origem tupi. Significa "pouso dos urubus", "lugar de dormir dos urubus", através da junção dos termos urubu ("urubu"), ker ("dormir") e aba ("lugar")[1] [2] ).

História[editar | editar código-fonte]

Em 1928, pleiteou-se a construção de uma ponte ligando a ilha à Praia do José Menino. Esta nunca foi construída. Houve alguns projetos no sentido de se aproveitar economicamente a ilha, mas nenhum deles saiu do papel. A ilha era conhecida também como Ilha das Cobras, pois ali havia muitas destas. Foi comprada em 1963 por Cláudio Pires Castanho Doneux, empreendedor do ramo imobiliário.

Descrição[editar | editar código-fonte]

Faz parte de um arquipélago onde se encontram grandes ilhas como a Ilha de São Vicente e a Ilha de Santo Amaro e outras pequenas, como a Ilha das Palmas e a Ilha Porchat, entre outras.

Atualmente, a Praia do José Menino, onde se localiza a ilha, está completamente urbanizada, com edifícios residenciais entre a avenida principal e a praia. Na década de 1960, quando começou a transformação urbana da praia, havia apenas casas de madeira.

Próximo à ilha, no sentido sul, encontra-se a divisa dos municípios de Santos e de São Vicente. A ilha marca o início da Praia do Itararé, onde, bem perto, se encontra a Pedra Feiticeira.

A ilha fica tão próxima da praia que, quando a maré baixa, pode ser atingida a pé.

A Ilha de Urubuqueçaba pintada por Benedito Calixto no início do século XX, tendo, ao fundo, a Praia do José Menino. Imagem vista de oeste para leste. Permitida a divulgação pelo site http://www.novomilenio.inf.br

Referências

  1. NAVARRO, E. A. Método Moderno de Tupi Antigo. Terceira edição. São Paulo: Global, 2005. p.287
  2. http://www.fflch.usp.br/dlcv/tupi/vocabulario.htm

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia do Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.