Ilhas da Baía

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Ilhas da Bahia)
Ir para: navegação, pesquisa
Islas de la Bahía
Capital Roatán
População 38.073 habitantes
Censo 2001
Área 261 km²
Densidade 145,87 hab/km²
Mapa
Honduras-Islas de la Bahia.png
Mapa do arquipélago

Ilhas da Baía (em espanhol, Islas de la Bahía) é um departamento de Honduras. Compreende as ilhas localizadas no Golfo de Honduras e as Islas Santanilla, mais distantes. As maiores ilhas do golfo de Honduras são Roatán, Guanaja, Utila e Barbareta.[1]

A ilhas são compostas dos distritos de Guanaja, Útila, Roatán e Santos Guardiola.

História[editar | editar código-fonte]

Invasões sucessivas[editar | editar código-fonte]

As Ilhas da Baía foram descobertas em 1502 por Cristóvão Colombo em sua quarta viagem e com a conquista os espanhóis transformaram todos os nativos americanos em escravos.

O célebre pirata Henry Morgan

Ao longo de sua história, as ilhas, mas especialmente Guanaja, foram usadas por piratas ingleses, franceses e holandeses como base de operações. Além dos célebres Henry Morgan e Coxen, também esteve nas ilhas John Morris, entre outros corsários. Dessa época ficou o nome da capital do departamento, Coxen Hole, e o crioulo de base inglesa falado pelos garifunas.[2] [nota 1]

Inglaterra, Espanha e as Províncias Unidas dos Países Baixos fizeram sucessivas ocupações na ilhas até que a Grã-Bretanha reiterou seu domínio em 1643. Em 1780 a Espanha ocupou novamente as ilhas novamente por um mês, embora elas já fossem uma colônia britânica e fizessem parte da Jamaica, que era a sede colonial inglesa no Caribe. Em 1860, os britânicos se retiraram e reconheceram a soberania de Honduras, que foi oficialmente adquirida em 14 de marco de 1872.

Desastres naturais[editar | editar código-fonte]

Em 1998, toda região caribenha de Honduras foi atingida pelo furacão Mitch, que causou enorme devastação.[4] Duzentas mil pessoas foram afetadas pelas enchentes, vinte mil das quais tiveram que deixar suas casas para viver temporariamente em tendas.[4] Tal fenômeno climático é sazonal e acontece em intervalos imprevisíveis, fragilizando muitas nações da região.

Imagens das Ilhas da Baía[editar | editar código-fonte]

Notas

  1. Os garifunas, mestiços de caraíbas e escravos africanos naufragados, foram originalmente degredados para Roatán quando os ingleses tomaram a ilha de São Vicente e Granadinas da França, por volta de 1760.[3]

Referências

  1. WILEY, John: & Sons. Roatan and the Bay Islands, Honduras. [S.l.]: Frommer's ShortCuts, 2011. 256 pp. ISBN 9781118203088.
  2. AVILA, Tomas Alberto. Garifuna World Travel Guide. [S.l.]: Milenio Associates, LLC, 2008. 461 pp. ISBN 9781928810025.
  3. DAVIS, Darién J.. Beyond Slavery: The Multilayered Legacy of Africans in Latin America and the Caribbean. [S.l.]: Rowman & Littlefield, 2007. 289 pp. ISBN 9780742541313.
  4. a b Redação do portal (26 de maio de 2012). Ten years after Hurricane Mitch, Honduras is once again hit by natural disaster Portal Unicef. Visitado em 13 de janeiro de 2014.
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia das Honduras é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


Departamentos das Honduras Bandeira de Honduras
Atlántida | Choluteca | Colón | Comayagua | Copán | Cortés | El Paraíso | Francisco Morazán | Gracias a Dios | Intibucá | Islas de la Bahía | La Paz | Lempira | Ocotepeque | Olancho | Santa Bárbara | Valle | Yoro