Ilka Brunhilde Laurito

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Ilka Brunhilde Laurito (São Paulo, 10 de julho de 1925 - Corumbataí, 11 de dezembro de 2012[1] ) foi uma escritora, poetisa e professora brasileira.

Biografia e carreira[editar | editar código-fonte]

Em 1948, Ilka publicou Caminho, seu livro de estreia.

Ativista, Ilka tomou parte de movimentos de divulgação literária, como o Poesia na Praça e Poetas na Praça, em 1969 e 1975, respectivamente.

Na década de 1980, organizou Casimiro de Abreu, livro da coleção Literatura Comentada (Abril Educação), e publicou, com Flora Bender, Crônica: História, Teoria e Prática.

Formada em letras pela USP, Ilka trabalhou no magistério secundário e superior e vem publicando, além de poesia, contos, crônicas e ficção infanto-juvenil. Na década de 1960, foi diretora do Departamento de Cinema e Educação da Cinemateca Brasileira.

Ultimamente, sofria de mal de Alzheimer e morava com uma sobrinha em Corumbataí, onde morreu após um acidente vascular cerebral.[1]

Prêmio Jabuti[editar | editar código-fonte]

1987
  • Livro: Canteiro de Obras (poesia)
1990
  • Livro: A Menina Que Fez a América (infantil)
2001
  • Livro: A Menina Que Descobriu o Brasil" (infantil)

Referências

  1. a b Bertoni, Estêvão (17/12/2012). Ilka Brunhilde Laurito - Uma escritora dona de dois Jabutis Folha de S.Paulo.. Página visitada em 17/12/2012.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre um escritor do Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.