Ill Niño

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ill Niño
Informação geral
Origem Nova Jersey
País  Estados Unidos
Gênero(s) Nu metal[1]
Período em atividade 1998 - atualmente
Gravadora(s) Roadrunner Records, Cement Shoes Records
Afiliação(ões) Soulfly, 40 Below Summer, Ankla, Deftones, Spineshank, Machine Head
Página oficial www.illnino.com
Integrantes Cristian Machado
Diego Verduzco
Ahrue Luster
Lazaro Pina
Dave Chavarri
Daniel Couto
Ex-integrantes Jorge Rosado
Marc Rizzo
Jardel Martins Paisante
Roger Vasquez

Ill Niño é uma banda de nu metal dos Estados Unidos formada em 1998 em Nova Jersey. É composta pelos brasileiros Cristian Machado, Daniel Couto, pelo multiétnico Ahrue Luster, os americanos Lazaro Pina, Diego Verduzco e o peruano Dave Chavarri.

História[editar | editar código-fonte]

A banda foi formada em meados de 1998, quando lançaram um EP demo nesse mesmo ano, com Jorge Rosado nos vocais e Cristian Machado no baixo. O EP foi intitulado El Niño, quando o nome da banda na época era El Niño, referente ao fenômeno meteorológico, mas foi em 1999 que haviam formalizado oficialmente. Com a saída de Rosado para a banda Merauder, os demais integrantes realizaram audições para encontrar um novo vocalista, e assim decidiram pela escolha de Christian. Mas a banda se vê obrigada a mudar de nome, porque este já estava sendo usado por outro grupo, então mudaram para Ill Niño. Em 2000, lançam outro EP demo, o primeiro que foi prontamente disponível ao público, que resultou pouco depois na assinatura com a Roadrunner Records. Em setembro de 2001, a banda lança seu álbum de estreia, intitulado Revolution Revolución. O single "What Comes Around", recebeu significativo apoio da MTV2 no final do ano.

Para a divulgação desse álbum, a banda fazia parte dos festivais Ozzfest e Jägermeister de 2002. No início de 2003, pouco antes do Ill Niño gravar Revolution Revolución, o guitarrista Marc Rizzo e o baterista Roger Vasquez deixaram a banda, devido a conflitos pessoais e o desejo de prosseguirem com projetos diferentes. Rizzo ficou a bordo o tempo suficiente para gravar as guitarras para o novo álbum, e eles convidam o percussionista Daniel Couto para substituir Roger Vasquez para a gravação. Pouco antes do lançamento de Confession, a banda contratou Ahrue Luster, ex-Machine Head, para ocupar o lugar vago da guitarra.

Em setembro de 2003, o grupo lança seu segundo álbum de estúdio, Confession, que estreia na 37ª posição na parada de álbuns Billboard 200.[2] Neste ano, a banda recebeu mais exposição quando uma de suas novas canções, "How Can I Live", apareceu na trilha sonora de Freddy vs. Jason, um filme do diretor Ronny Yu. O álbum havia vendido mais de 110 mil cópias nos Estados Unidos nos primeiros cinco meses do lançamento, sendo considerado até aquele momento o melhor álbum do Ill Niño, vendendo no total aproximadamente mais de 500 mil cópias naquele país.[3]

Em setembro de 2004 é lançado o primeiro DVD da banda, Live from the Eye of the Storm, gravado em um concerto na Pensilvânia no início daquele ano. Em setembro de 2005, o grupo lança seu terceiro álbum, intitulado One Nation Underground, que estreou na 101ª posição no Billboard 200[4] , e lutou para alcançar boas vendas iguais as de seu antecessor Confession. Posteriormente, a banda anuncia que haviam encerrado o contrato com a Roadrunner Records, em 15 de julho de 2006.[5] Nove dias depois, foi anunciado que o Ill Niño havia assinado contrato com a recém formada Cement Shoes Records. O baterista Dave Chavarri afirmou que sua saída da gravadora foi "amigável", mas considerou que eles não estavam recebendo a devida atenção e apoio da Roadrunner como tinham recebido em seus dois últimos lançamentos.[6] Contudo, a Roadrunner lança a coletânea The Best of Ill Niño em 29 de setembro de 2006. O álbum apresenta treze faixas de seus três lançamentos com a gravadora. No entanto, foram emitidos apenas nos Estados Unidos.

Na estreia na Cement Shoes, a banda lançou o EP de cinco faixas The Undercover Sessions em novembro de 2006. Três versões covers foram colocadas no álbum, que incluiu a canção "Zombie Eaters", da banda Faith No More, "Territorial Pissings" do Nirvana, e "Red Rain" de Peter Gabriel. Duas novas faixas, "Arrastra" e "Reservation for Two", também foram incluídas. 1300 cópias foram vendidas em sua primeira semana de lançamento.[7]

O quarto álbum de estúdio, Enigma, estava previsto para ser lançado em 9 de outubro de 2007, mas acabou sendo adiado várias vezes, chegando a ser lançado em 11 de março de 2008.[8] O grupo excursionou pela Europa, Europa Oriental e América do Sul para a divulgação desse álbum, e em janeiro de 2009, romperam com a gravadora Cement Shoes Records e desde então seguem sem gravadora. No inverno de 2009/2010, a banda começou a trabalhar em seu quinto álbum de estúdio para ser lançado no verão de 2010.

Integrantes[editar | editar código-fonte]

Atuais
Anteriores
  • Jorge Rosado — vocal (1998-2000)
  • Marc Rizzo — guitarra solo (1998-2003)
  • Roger Vasquez — percussão (2000-2003)
  • Jardel Martins Paisante — guitarra rítmica (1998-2006)
  • Daniel Gomez — guitarra (1998-1999)
Convidados

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns de estúdio[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]