Iluminura

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Uma letra "P" capitular iluminada na Bíblia de Malmesbury, um livro manuscrito medieval.

Iluminura ou miniatura é um tipo de pintura decorativa, frequentemente aplicado às letras capitulares no início dos capítulos dos códices de pergaminho medievais. O termo se aplica igualmente ao conjunto de elementos decorativos e representações imagéticas executadas nos manuscritos, produzidos principalmente nos conventos e abadias da Idade Média. A sua elaboração era um ofício refinado e bastante importante no contexto da arte medieval.

No século XIII, "iluminura" referia-se sobretudo ao uso de douração e portanto, um manuscrito iluminado seria, no sentido estrito, aquele decorado com ouro ou prata.

Já o termo "miniatura" provém do italiano miniatura, a partir do latino miniare, que significa pintar com mínio (um óxido de chumbo de cor vermelha).[1] O termo sofreu influência semântica da noção de 'pequena dimensão', expressa em latim por minor,óris, minus ("menor") e minìmum,i ("pequena quantidade"). A arte dos povos bárbaros, que conquistaram o Ocidente e se converteram ao cristianismo, era portátil, baseada em objetos pequenos. Assim, segundo Houaiss, o termo se difundiu através do francês e do inglês, no século XVI, com predominância do significado "representação em pequenas dimensões".

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

(em inglês)

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Iluminura