Império Centro-Africano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Empire Centrafricain
(francês)

Império Centro-Africano

Império

Flag of the Central African Republic.svg
1976 – 1979 Flag of the Central African Republic.svg
Flag Brasão
Bandeira Brasão
Lema nacional
Unité, Dignité, Travail
("Unidade, Dignidade, Trabalho")
Hino nacional
La Renaissance
Localização de Império Centro-Africano
Continente África
Capital Bangui
Língua oficial Sango
Francês
Religião Catolicismo
Protestantismo
Igreja Católica
Sunismo
Governo Monarquia absoluta
Imperador
 • 1976-1979 Bokassa I
Governador
 • 1976-1978 Ange-Félix Patassé
 • 1978-1979 Henri Maïdou
História
 • 4 de Dezembro de 1976 Fundação
 • 21 de Setembro de 1979 Dissolução
Moeda Franco CFA

Império Centro-Africano foi o nome que a República Centro-Africana passou a ostentar quando o Presidente Jean-Bédel Bokassa, que havia obtido o poder após um golpe de estado, se autoproclamou Imperador Bokassa I e reinou até 1979, quando foi derrubado por David Dacko e a República foi restaurada.

História[editar | editar código-fonte]

Em 4 de Dezembro de 1976, um congresso da MESAN (Movimento pela Evolução Social da África Negra), o partido único da República Centro-Africana, aprovou uma nova constituição para o país. A nova constituição transformava o país em uma monarquia parlamentarista (ao menos teoricamente) e mudava o nome do país para Império Centro-Africano.

O presidente vitalício da República, Jean-Bédel Bokassa, foi proclamadao imperador sob o nome de Bokassa I. O novo monarca criou sua própria família imperial e seus filhos e outros membros da família foram nomeados príncipes e princesas do império.

Um ano mais tarde, em 4 de Dezembro de 1977, Bokassa I se autocoroou em uma cerimônia suntuosa celebrada no Palácio dos Esportes em Bangui, que a partir de então, foi renomeado como Palácio da Coroação. A cerimônia custou aproximadamente 20 milhões de dólares, um quarto do orçamento anual do país, e apesar dos inúmeros convites enviados, nenhum governante estrangeiro compareceu ao evento.

O novo status do país não durou muito, já que em 20 de Setembro de 1979, Bokassa foi derrubado por um golpe de estado realizado por tropas francesas e forças comandadas pelo ex-presidente David Dacko, que reinstaurou a República.