Império Merínida

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Califado Almóada Oatácidas
Os Merínidas em 1300
A madrasa Bou Inania em Fez foi mandada construir pelos Merínidas

Os Merínidas (banu Marin, em português arcaico, Benamerim) foram uma dinastia berbere que reinou em Marrocos após a queda do Califado Almóada entre os séculos XIII e XV.

A dinastia teve as suas origens nos berberes Zenatas, aliados tradicionais dos Omíadas de Córdova. Em 1248 o chefe da tribo, Abu Yahya, conquistou a cidade de Fez e nos dez anos que se seguiram conquistou todo o Marrocos, com excepção de Marráquexe, tomada em 1269 pelo seu irmão e sucessor, Abu Yusuf (Abu Iúçufe).

Depois de terem derrotado o Califado Almóada, tentaram apoderar-se dos domínios que estes possuíam no Magrebe e na Península Ibérica, mas as suas tentativas revelaram-se fracassadas. Enviaram vários contingentes de tropas para o reino de Granada, tendo dessa forma contribuído para a sobrevivência desse reino face às agressões cristãs. Em 1340 os Merínidas foram derrotados pelos cristãos na batalha do Salado, numa batalha decisiva no processo da Reconquista.

Os Merínidas destacaram-se como grandes construtores, tendo fundado a nova cidade de Fez, que funcionou como capital da dinastia.

Ver também[editar | editar código-fonte]