Império de Kanem-Bornu

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Grupo de guerreiros Kanem-Bu

O Império de Kanem-Bornu foi um estado medieval africano que existiu de 1387 a 1893.

Desde o século IX, era conhecido pelos geógrafos árabes como Império de Kanem. Sobreviveu como reino independente de Bornu até 1900.

No seu auge, abarcava uma área que atualmente corresponde a grande parte do atual Chad e partes do sul da Líbia, além do leste do Níger, o nordeste da Nigéria e o norte de Camarões.

Seu período de expansão termina em meados do século XVIII. O império entra em franco declínio a partir do início do século XIX, sendo afinal conquistado por Rabih az-Zubayr ibn Fadl Allah ou Rabih Fadlallah, conhecido como Rabah (c. 1842 – 22 de abril de 1900), um senhor da guerra e traficante de escravos sudanês. A história de longa duração do Império de Kanem-Bornu é conhecida principalmente com base na Crônica Real ou Girgam, descoberta em 1851 pelo viajante alemão Heinrich Barth.[1]

Referências

  1. Barth, Heinrich: Travel and Discoveries in North and Central Africa, vol. II, New York, 1858, 15–29, 581–602.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Cartography of Africa.svgHourglass drawing.svg Este artigo sobre História da África é um esboço relacionado ao Projeto África. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.