Império Medo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Império medo-persa)
Ir para: navegação, pesquisa
Império Medo ou Confederação Meda
Map of Assyria.png
c. 678 a.C.[1]  – 549 a.C. Blank.png
Localização de Média
Mapa do Império Medo, com base em Heródoto.
Continente Ásia
Região Oriente Médio
País  Irã
Capital Ecbátana (atual Hamadan)
Língua oficial Língua meda
Religião Antiga religião iraniana (aparentada ao mitraísmo, ao antigo mazdaísmo e ao zoroastrianismo)
Governo Monarquia
Rei Déjoces ou Kashtariti[2]
 • 665–633 a.C. Fraortes
 • 625–585 a.C. Ciaxares, o Grande
 • 589–549 a.C. Astiages
Período histórico Era de Ouro
 • c. 678 a.C.[1] Déjoces unificou as tribos medas[1] [3]
 • 549 a.C. Conquistado por Ciro, o Grande
Império Medo no século VI a.C.
Relevo em pedra de um homem medo.

O Império Medo ou Confederação Meda foi uma entidade política que existiu na região geográfica da Média (em persa antigo: Māda; persa médio: Mād), no noroeste do atual Irã, conhecida por ter sido a base política e cultural dos medos, bem como de outros povos iranianos antigos.[N 1] Durante o período aquemênida, ele abrangia o Azerbaijão iraniano, o Curdistão iraniano e a região ocidental do Tabaristão. No entanto, após as guerras de Alexandre, o Grande, as partes setentrionais se separaram e passaram a ser conhecidas como Atropatene, enquanto o restante da região passou a ser conhecida como Média Menor.

Foram unificados por Déjoces em torno do século VIII a.C.. Dos sucessores de Déjoces, vale destacar Ciáxares, que aliado a Nabopalasar, da Babilônia, derrotou os assírios.

Seu filho Astíages herdou um grande império, porém acabou sendo derrotado por Ciro, o Grande, que formou um império ainda maior, pois derrotou medos, lídios e babilônios.

Ciro tratou com liberdade os povos vencidos, respeitando suas crenças e governando com justiça. Aos judeus que viviam no Cativeiro de Babilônia foi permitido que voltassem a Canaã para a reconstrução do Templo de Jerusalém. Ciro estabeleceu sua capital em Pasárgada, onde construiu belíssimos palácios. O filho de Ciro, Cambises II (rei entre 530 e 522 a.C.), conquistou o Egito. Despótico, cruel e desequilibrado, acabou cometendo suicídio. A morte de Cambises levou vários pretendentes a lutarem pelo trono, que acabou sendo conquistado por Dario.

Com Dario I, o Império Persa atingiu o apogeu. Construiu estradas; criou um bem dotado sistema de correio; uniformizou o sistema de pesos e medidas; criou uma moeda-padrão: o dárico; dividiu o Império em satrapias e nomeou pessoas de confiança para governá-las.

Após Dario I, o Império entrou numa longa decadência, até ser conquistado por Alexandre, o Grande, da Macedônia, em 331 a.C.

Notas[editar | editar código-fonte]

  1. i)"..e os medos (iranianos que habitavam o atual noroeste do Irã).." EIEC (1997:30).
    ii) "Evidências arqueológicas da religião dos medos que falavam um idioma iraniano do.." (Diakonoff 1985, p. 140).
    iii) ".. conseguiram unificar num reino as diversas tribos medas que falavam idiomas iranianos" (da Encyclopædia Britannica[4] ).
    iv) "O proto-iraniano se dividiu em ocidental (medo, persa antigo, e outros) e oriental (cita, osseta, saca, pamir, e outros)..." (Kuz'mina, Elena E.. In: J. P. Mallory. The origin of the Indo-Iranians. [S.l.]: BRILL, 2007. p. 303. ISBN 978-90-04-16054-5) ...

Referências

  1. a b Rawlinson, George. The Seven Great Monarchies, MEDIA, p. 158-160.
  2. History of Iran. Iran Chamber Society (20 de março de 2014). ""Textos assírios mencionam um certo 'Kashtariti' líder de uma confederação de medos""
  3. In: William Bayne Fisher. The Cambridge History of Iran. [S.l.]: Cambridge University Press. p. 75. vol. 2. ISBN 0521246997, 9780521246996
  4. Encyclopædia Britannica Online, verbete "Media (ancient region, Iran)"
Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um historiador é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.