Imperial Star Destroyer

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde Fevereiro de 2009).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Imperial Star Destroyer
Afiliação: Império Galáctico
Primeira Aparição: Star Wars Episódio IV
Última Aparição: Star Wars Episódio VI
Fabricante: Sienar Fleet System
Classe: Imperial
Lançamento: 19 BBY
Status: Desativada
Comprimento: 1,600 m
Largura: 1,015 m
Portal Ficção Científica

Imperial Star Destroyer eram as principais naves da Frota Imperial conhecidas por serem muito poderosas[1] . Constituíam um dos principais meios de provar o poder do Império. Elas mediam pouco mais de 1 km de diâmetro e continham vários TIE Fighters e um Imperial Landing Craft da classe Lambda.

Star Wars Episode III: A Vingança dos Sith[editar | editar código-fonte]

Após a Ordem 66, a republica fora dissolvida. O maligno Darth Sidious criou um Império Galáctico. Para ser seu braço-direito, Palpatine cria Darth Vader, antigo Anakin Skywalker. Após o épico duelo contra seu ex-mestre, Obi-Wan Kenobi, ele fica sem os braços e pernas. Então, Vader fora levado para o "Hosital Imperial", aonde ganha uma armadura preta e um capacete após uma longa cirurgia.

Na cena seguinte, começa a era de domínio espacial pelo Imperial Star Destroyer, antigo Republic Attack Cruiser, ou Venator Star Destroyer.


Star Wars Episode IV: Uma Nova Esperança[editar | editar código-fonte]

O Imperial Star Destroyer volta com novo design, e com uma nova liderança: com o poderoso Devastador, Vader faz parte do comando da Frota Imperial, seguindo instruções de Moff tarkin, este sim comandante da frota imperial. Após a destruição da estrela da morte, e provando seu valor ao imperador Vader finalmente assume o comando de um star destroyer imperial e parte em busca de Luke Skywalker.

Star Wars Episode V: O Império Contra-Ataca[editar | editar código-fonte]

Sem o seu Devastador, Vader começa a construir outra nave: o Super Star Destroyer, uma gigantesca nave de 17 km de comprimento - A Estrela da Morte mede o mesmo comprimento que 10 Super Star Destroyers -. Porém, nem todos os destroyers da classe Imperial foram destruídos, mas o novo destroyer começou a liderar a Frota Imperial.

Star Wars Episode VI: O Retorno de Jedi[editar | editar código-fonte]

A Frota Imperial teve um fim explosivo na Batalha de Endor. Desta vez, nenhum Star Destroyer estava dentro da Estrela da Morte. As explosões começaram nos destroyers da classe Imperial. Devido uma ordem do Almirante rebelde Allah Ackbar, o escudo de proteção do Super Star Destroyer foi destruído por dois caças A-Wing. Entretanto, 1 desses caças colidiu com a ponte de comando do Super Star Destroyer, fazendo com que a nave virasse para baixo. A nave colidira com a Estrela da Morte. A frota imperial acabava naquela colisão. Pouco depois, a estrela da morte foi destruída.

Referências