Inércia térmica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Inércia térmica é um termo comumente utilizado por engenheiros quando se referem às transferências de calor e sua capacidade térmica volumétrica (ou capacidade calorífica volumétrica). Por exemplo, tal material possui uma alta inércia térmica.

Utilizando-se de uma analogia científica: Na mecânica, a inércia é o que limita a aceleração de um objeto, utilizando-se da relação entre massa e velocidade. Similarmente, é a massa térmica e a velocidade da onda térmica que controlam a temperatura da superfície. Na transferência de calor, um alto valor da capacidade térmica volumétrica significa um tempo maior para o sistema alcançar equilíbrio.

A inércia térmica é modelada como uma função da densidade, calor específico e capacidade térmica de um material.

Inércia Térmica é a propriedade chave para controlar as variações de temperatura diurna e é dependende do topo da superfície. Ela representa uma complexa combinação de tamanhos de partículas, abundância de pedras, afloramento de leitos de rocha e graus de enduramento. Em aplicações geológicas, a inércia termal pode ser definida como a amplituda de curva da temperatura diurna (ou o máximo menos o mínimo da temperatura da superfície). A temperatura de um material com baixa inércia termal muda significantemente durante o dia, enquanto a temperatura de um material com inércia termal alta não muda tão drásticamente. Derivando e entendendo a inércia termal da superfície ajuda a reconhecer em pequena escala características da superfície. Em conjunto com outras informações, a inércia termal pode ajudar a caracterizar materiais da superfície e o processo geológico responsavel pela formação destes materiais.

Ícone de esboço Este artigo sobre Termodinâmica é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.