Incandescência

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde Fevereiro de 2008).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Incandescência.

A incandescência consiste no processo de emissão de radiação eletromagnética por um corpo sob alta temperatura.

A iluminação artificial sempre foi importante para o homem. Vários processos de queima de gorduras e por fim de gás foram utilizados com esse propósito. Mas foi a iluminação elétrica que revolucionou a forma de viver, com um processo simples, limpo e eficaz.

A primeira lâmpada elétrica foi apresentada pelo inglês Joseph Swan em 1879, seguida no mesmo ano pela lâmpada do inventor americano Thomas Edison. A lâmpada de Edison tem um aspecto parecido com as lâmpadas atuais enquanto a de Swan tem a forma oval. A lâmpada tem um filamento de carvão dentro de uma ampola de vidro em que foi feito vácuo. Quando o filamento é percorrido por corrente, aquece e torna-se incandescente, o que justifica o nome que lhe foi dado. A lâmpada sofreu alguns melhoramentos ao longo dos anos, um dos quais foi a utilização de tungstênio no filamento, nos princípios do século XX, pelo que também se designa por lâmpada.[1]

Vela de incandescência[editar | editar código-fonte]

Instrumento utilizado em veículos diesel para iniciar o funcionamento do motor.

Referências