Inch by Inch

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Inch by Inch
1985 (EUA) •  64 min 
Produção
Direção Matt Sterling
Elenco Jeff Quinn
Doug Jensen
Tom Brock
Idioma Original Inglês

Inch by Inch é um filme pornográfico de 1985,[1] dirigido, escrito e produzido por Matt Sterling,[1] [2] , fotografado por Nick Eliot e Doug Williams, e editado por Paul James,[2] estrelando Jeff Quinn, Doug Jensen, e Tom Brock.[3] Com duração de 64 minutos,[1] o filme foi relançado em DVD pela Falcon Studios.[1] [3]

Roteiro[editar | editar código-fonte]

Tony Stefano encontra Steve Henson e Mike Raymond invadindo seu apartamento. Após entrar em acordo com eles, Tony vai para sua cama e fantasia uma cena a três. Enquanto isso, os outros quatro estão engajados em uma orgia no telhado do edifício. No cenário seguinte, Mike Raymondvoyeuriza Tom Brock pela janela e tem relações com ele. Na última cena, Jim Pulver e Jeff Quinn têm relações em um vagão vazio no metrô. [2] O filme termina com Tom Brock descendo até o metrô seguido do texto: "The non-stop excitement continues.... [com Tom Brock ...andando] no próximo filme de Matt Sterling, a ser lançado em fevereiro de 1986".[4]

Cenas[2]
  • Cena 1: Tony Stefano, Steve Henson, e Mike Raymond
  • Cena 2: Mark Miller, Christopher Lance, Bill Joseph, e Kevin Luken
  • Cena 3: Steve Wright, Doug Jensen, e Toby Matson; Tony Stefano, fantasizing
  • Cena 4: Mike Raymond e Tom Brock
  • Cena 5: Jim Pulver e Jeff Quinn

Recepção[editar | editar código-fonte]

Keeneye Reeves marcou esse filme com três de quatro estrelas, classificando como "quente e simples filme da era pré-camisinha que vale a pena ser visto duas vezes", embora tenha criticado a nova edição por ser muito curta e ter um final sem graça.[1] [5]

O avaliador da Rad Video marcou o filme com quatro de cinco estrelas, embora também tenha apontado sua curta duração, em contrapartida dos bons atores e cenas bem feitas. [6] Mark Adnum do Outrate.net, chamou o filme de "uma obra-prima do pornô gay embalada com muito sexo e os caras quentes ".Ambos comentadores encontraram em seu fim de uma provocação para uma próxima sequência que nunca aconteceu.[6]

No livroThe Culture of Queers (2002), Richard Dyon chamou a cena do metro uma mistura "de realism e do 'cinema clássico'".Dyon observou: a filmagem da produção "de um vagão do metrô pareceu "clean" e menos sujo que o atual metrô,[4] pois o grafite nas paredes "eram muito limpos e apropriados para serem verdade."[4] Entrementes ele achou as cenas bem ensaiadas e bem filmadas,[4] trazendo de forma verossímil o "abandono e a fome sexual" como parte do realismo do sexo anônimo.

O diretor Matt Sterling separou duas cenas do filmes com suas favoritas para compilação dos seus trabalhos, Best of All: a cena voyeurismo na janela com Tom Brock e Mike Raymond, e cena do metrô com Jim Pulver e Jeff Quinn.[7]


Em 1986, Inch by Inch ganhou dois Gay Producers Association Award para Best Video e Best Newcomer (Nick Eliot)[2] e um Adam Film World award para Gay Movie of the Year.[1]

Referências

  1. a b c d e f reviews. Gay-Inch By Inch (em inglês) TLAvideo. Página visitada em 23 de março de 2012.
  2. a b c d e index. Inch By Inch (em inglês) Gayeroticvideoindex. Página visitada em 23 de março de 2012.
  3. a b Uploader. Covers (em inglês) Nymmedia. Página visitada em 23 de março de 2012.
  4. a b c d Dyer 2002, pp. 189.
  5. "Inch by Inch." Video Reviews and Comments May 2006. Web. 10 April 2012.
  6. a b "Inch by Inch." Alane Video. Web. 10 April 2012.
  7. reviews. Male-Erotika Movie Review: Best of All Best of all “Inch By Inch” (em inglês) Male erotica. Página visitada em 23 de março de 2012.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Livros[editar | editar código-fonte]