Indiana Jones and the Temple of Doom

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Indiana Jones e o Templo da Perdição
Indiana Jones e o Templo Perdido (PT)
Indiana Jones e o Templo da Perdição (BR)
Indiana Jones and the Temple of Doom PosterB.jpg
 Estados Unidos
1984 • cor • 118 min 
Direção Steven Spielberg
Produção Frank Marshall
George Lucas
Robert Watts
Kathleen Kennedy
Roteiro Willard Huyck
Gloria Katz
Elenco Harrison Ford
Kate Capshaw
Jonathan Ke Quan
Amrish Puri
Roshan Seth
Género aventura
Idioma Inglês
Música John Williams
Cinematografia Douglas Slocombe
Edição Michael Kahn
Estúdio Lucasfilm
Distribuição Paramount Pictures
Lançamento Estados Unidos 23 de Maio de 1984
Orçamento US$ 28.170.000
Receita US$ 333.107.271
Cronologia
Último
Último
Os Caçadores da Arca Perdida
Indiana Jones e a Última Cruzada
Próximo
Próximo
Página no IMDb (em inglês)

Indiana Jones and the Temple of Doom (no Brasil, Indiana Jones e o Templo da Perdição e em Portugal, Indiana Jones e o Templo Perdido) é um filme estadunidense de 1984, do gênero aventura, dirigido por Steven Spielberg e baseado em história de George Lucas.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Em 1935, o arqueólogo Indiana Jones, após escapar de uma confusão num cabaré Chinês, acompanhado do esperto assistente Short Round e da histérica e tresloucada cantora Willie Scott, vai parar na Índia, sendo solicitado a recuperar as mágicas Pedras de Shankara, roubadas por um feiticeiro chamado Mola Ram, líder da Seita Tugie e escondidas no Palácio Pankot, além de libertar todas as crianças da aldeia, escravizadas pelo feiticeiro do palácio.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Dublagem brasileira[editar | editar código-fonte]

Estúdio: Delart e Telecine

Mídia:TV Paga/DVD/Blu-ray

Direção: Manolo Rey

Tradução: Manolo Rey

Harrison Ford (Indiana Jones): Guilherme Briggs

Kate Capshaw (Willie Scott): Marisa Leal

Ke Huy Quan (Baixinho): Fabricio Villa Verde

Amrish Puri (Mola Ram): Márcio Simões

Roshan Seth (Chattar Lal): Mário Jorge Andrade

Philip Stone (Capitão Blumburtt): Dario de Castro

Roy Chiao (Lao Che): Carlos Gesteira

Dan Aykroyd (Earl Weber): Ayrton Cardoso

Raj Singh (Zalim Singh): Yan Gesteira

E vózes adicionais

Principais prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Oscar 1985 (EUA)

  • Vencedor na categoria de melhores efeitos especiais.
  • Indicado na categoria de melhor trilha sonora.

BAFTA 1985 (Reino Unido)

  • Vencedor na categoria melhores efeitos especiais.
  • Indicado nas categorias de melhor fotografia, melhor edição, melhor som.

Prêmio Saturno 1985 (Academy of Science Fiction, Fantasy & Horror Films, EUA)

  • Indicado nas categorias de melhor ator (Harrison Ford), melhor figurino, melhor diretor, melhor filme de fantasia, melhor maquiagem, melhor roteiro e melhor atuação de ator jovem (Jonathan Ke Quan)

Academia Japonesa de Cinema 1985 (Japão)

  • Vencedor na categoria de melhor filme em língua estrangeira.

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Broom icon.svg
Seções de curiosidades são desencorajadas pelas políticas da Wikipédia.
Ajude a melhorar este artigo, integrando ao corpo do texto os itens relevantes e removendo os supérfluos ou impróprios.
  • Indiana Jones e o templo da perdição é o segundo filme protagonizado pelo personagem "Indiana Jones"; o anterior foi Os caçadores da arca perdida, lançado três anos antes. Mas, seguindo a cronologia dos personagens, os acontecimentos de Indiana Jones e o templo da perdição ocorreram antes dos de Os caçadores da arca perdida.
  • O diretor Steven Spielberg aparece numa ponta, como um dos turistas no aeroporto.
  • O nome do clube que aparece logo no início do filme é "Club Obi-Wan", uma referência à série "Guerra nas Estrelas", dirigida por George Lucas.
  • Sharon Stone foi um dos nomes cogitados para o papel de "Willie Scott", papel que ficou posteriormente para Kate Capshaw, que vem a ser esposa de Steven Spielberg.
  • "Willie Scott" é o nome do cão de Steven Spielberg.
  • "Short Round" é o nome do cão do roteirista Willard Huyck.
  • Amrish Puri teve que raspar os cabelos para fazer o papel do vilão "Mola Ram" e isso criou tal impressão que ele decidiu manter a cabeça raspada e tornou-se um dos mais populares vilões do cinema indiano.
  • O filme foi considerado racista na Índia.
  • Felix Silla ,o dublê de "Short Round" ( Jonathan Ke Quan ),quase morreu na cena das corredeiras. O bote salva-vidas no qual ele viajava capotou na água turbulenta e ele ficou preso debaixo dele por algum tempo com um colete salva-vidas inflável com defeito, quase se afogando quando um mergulhador de segurança pode alcançá-lo e puxá-lo

Ligações externas[editar | editar código-fonte]