Indução

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde maio de 2013).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.



O termo indução tem diversos significados conforme a área do conhecimento humano.

Biologia[editar | editar código-fonte]

Indução embrionária em biologia é o termo que designa na embriologia, o processo no qual a presença de um tecido influencia o desenvolvimento de outros.

Filosofia[editar | editar código-fonte]

  • Indução em filosofia é considerado o método de pensamento ou raciocínio com o qual se extraem de certos fatos conhecidos, mediante observação, alguma conclusão geral que não se acha rigorosamente relacionada com eles.
  • Indução pode ser considerada também a inferência conjectural que conclui, da regularidade de certos fatos, a existência de outros fatos ligados aos primeiros na experiência anterior.
  • Indução de Francis Bacon Afirma que o cientista deve observar e descrever fatos empíricos, organizar e transpor em uma linguagem matemática. A partir dai, salta-se das sensações particulares aos axiomas mais gerais e descobre axiomas intermediários, dando-se pouca ênfase à elaboração de hipóteses.

A indução consiste em afirmar acerca de todos, aquilo que foi possível observar em alguns. Ou seja, através de uma amostra definimos uma teoria genérica, incluindo elementos que não faziam parte dessa amostra/estudo. A indução faz a generalização, isto é, cria proposições universais a partir de proposições particulares. É, portanto, uma forma de raciocínio pouco credível e muito mais susceptível de refutação.

Exemplo: Pedro joga basquete e é alto.

Portanto todo jogador de basquete é alto.

A indução pode ser completa ou incompleta. Completa - Faz a enumeração de casos partículares, para chegar a uma síntese ou proposição geral. Não faz comparação entre o predicado e o sujeito, fazendo apenas a redução de várias proposições a uma preposição geral. Incompleta - É a passagem de um juízo partícular a um juízo universal. Quanto maior o número de experiências, menor é a incerteza. Quando o número de experiências for suficientemente grande, permite-nos formular uma lei, daí a ciência recorrer a este tipo de indução. Todavia, a indução nunca deixa de ser um raciocínio provável.

Matemática[editar | editar código-fonte]

Indução matemática é o raciocínio segundo o qual se estende uma propriedade a todos os termos de um conjunto. É o método por excelência do raciocínio matemático, lógico.

Este raciocínio consiste em provar que um enunciado é valido para um conjunto todo. Basta provar que um enunciado vale para o 1° número do conjunto, por exemplo o 1, e supor que por tanto valeria para qualquer n. A indução se concretiza por conseguir provar para n+1 genérico, assim independente do ponto de partida, o enunciado valeria para todo o conjunto.

Física[editar | editar código-fonte]

O termo indução em física possui algumas conotações:

Ver também[editar | editar código-fonte]

Wikcionário
O Wikcionário possui o verbete indução.