Ingrid de Skänninge

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Ingrid de Skänninge (ou Ingrid da Suécia), nasceu em Skänninge, Suécia, no seio da família Elovsdotte, durante o século XIII.

Após um casamento combinado, como era costume à época, enviuvou e realizou uma grande peregrinação.

Em primeiro lugar, à Terra Santa, seguindo depois para Roma e por fim a Santiago de Compostela.

Viveu sob a direcção espiritual de Pedro da Dacia, um frade da Ordem dos Pregadores.

Ingrid foi a primeira monja na Suécia, tendo em 1281 fundado aí o primeiro mosteiro dominicano, sob a invocação de São Martinho, em Skänninge.

Faleceu em 2 de Setembro de 1282.

Em 1405 foi iniciado o processo de canonização pelos bispos suecos. Os resultados, conhecidos em 1416-1417 foram inconclusivos, apesar da enorme devoção popular que Ingrid gozava. Em 1497 a causa foi retomada e em 1507 as suas relíquias foram sonelenemente trasladadas, mas o processo de canonização nunca foi formalmente terminado, embora o seu culto tenha sido confirmado em 1507 pelo Papa Alexandre VI. Durante a Reforma, o seu culto perdeu popularidade e o seu convento e relíquias foram destruídos.

Festa canónica (na Ordem dos Pregadores) a 2 de Setembro.