Inibidor da recaptação de dopamina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Considere utilizar {{revisão-sobre}} para associar este artigo com um WikiProjeto e colocar uma explicação mais detalhada na discussão.

Inibidores da recaptação de dopamina (IRD) são substâncias que agem como inibidoras da recaptação do neurotransmissor dopamina, ao impedir a ação do transportador deste neurotransmissor. Isto causa aumento na concentração extracelular de dopamina.

Estas drogas são frequentemente utilizadas no tratamento de doenças como TDAH e narcolepsia, por conta de seus efeitos psicoestimulantes, e no tratamento de obesidade por suas propriedades supressoras do apetite.

A cocaína é um tipo de IRD, e causa dependência por ativar o "sistema de recompensa" em virtude da elevada concentração sináptica de dopamina no cérebro.

Alguns inibidores da recaptação de dopamina:

  • Altropane (O-587)
  • Ácido Amfonélico (WIN 25978)
  • BTCP (GK-13)
  • DBL-583
  • Difluoropina (O-620)
  • GBR-12935
  • Iometopane (β-CIT, RTI-55)
  • RTI-229
  • RTI-470
  • Vanoxerina (GBR-12909)
Ícone de esboço Este artigo sobre Medicina é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.