Insolação

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Insolação é um mal estar decorrente da exposição prolongada ao sol intenso ou ao calor. Os sintomas mais frequentes são desidratação, queimaduras de pele, cefaleia (dor de cabeça), tontura e febre. Nos casos mais graves pode ocorrer perda de consciência.[1]

Embora nosso organismo tenha na sudorese um mecanismo de defesa contra a febre (devido à evaporação do suor provocar perda de calor e consequente redução da temperatura corporal), quando ocorre insolação a temperatura corporal aumenta rapidamente e o mecanismo da transpiração falha, portanto o corpo fica incapacitado de se resfriar.[1]

Os procedimentos para tratar a insolação são simples: deve-se levar a pessoa imediatamente para um local bem arejado (ventilado) e com sombra e hidratá-la por via oral, para repor os líquidos perdidos. Podem ser utilizados soro caseiro, água de coco e outros isotônicos, além da própria água potável. Caso haja queimaduras na pele, deve-se também aplicar compressas frias de chá de camomila ou de soro fisiológico, para aliviar a reação inflamatória da pele, além de aplicar sobre a pele loções corporais refrescantes e evitar a ingestão de bebidas alcoólicas, tendo em vista que tais bebidas fazem com que o corpo perca ainda mais líquidos.[1]

Para se precaver da insolação que pode ocorrer nos dias quentes deve-se ingerir mais líquidos do que a sede sinaliza, usar roupas leves e claras, de algodão, e manter uma alimentação leve, com frutas e verduras. O horário entre 10h e 16h tem grande incidência de raios ultravioleta B, principais responsáveis pelo surgimento do câncer de pele. Portanto, deve-se permanecer à sombra, durante tais períodos.[1]

Referências

  1. a b c d Saúde em Dia: Muito sol e calor podem causar insolação e estragar as férias. Ministério da Saúde - Portal da Saúde. Notícia de 02/01/2012. Acesso em 17/07/2012.