Instituto Ahmed Baba

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Instituto Ahmed Baba

O Instituto Ahmed Baba, oficialmente o "Instituto Ahmed Baba de Ensino Superior e Pesquisa islâmica", é uma biblioteca e centro de pesquisa em Tombuctu, no Mali. O centro foi fundado em 1973, com financiamento principalmente do Kuwait.[1] Ele foi nomeado em homenagem ao estudioso do século XVII Ahmed Baba al Massufi.[2]

Construção[editar | editar código-fonte]

O atual edifício foi projetado por um arquiteto sul-africano e foi concluído em 2009, custando cerca de 5,8 milhões de euros.[3] Possui uma área de 4.600 metros quadrados e inclui um sistema de ar condicionado para a boa conservação dos manuscritos alojados, bem como um sistema de extinção de incêndios automático. Ele substituiu um edifício de 40 anos de idade, em ruínas.[3]

Manuscritos[editar | editar código-fonte]

Os manuscritos de matemática e astronomia

O centro tem cerca de 20000 manuscritos cobrindo a história do Mali, incluindo a Tarikh al-Sudan. A maioria dos manuscritos são dos séculos XIV a XVI e escritos em árabe, mas outros estão em línguas locais, como o songai, tuaregue[4] e Bambara, ou mesmo em outras mais distantes, como em turco e hebraico, com temas cobrindo medicina, astronomia, poesia, literatura e lei islâmica.[3] [2]

Um programa para digitalizar os manuscritos está em curso, dirigida pela Noruega e pelo Luxemburgo sob a supervisão da UNESCO, com apenas uma fração do espólio a ter sido digitalizado.[3] [2]

Incêndio criminoso[editar | editar código-fonte]

Em 28 de janeiro de 2013, quando as tropas francesas e malianas recapturaram o aeroporto de Tombuctu, os extremistas islâmicos, que seguem uma rígida interpretação do Islamismo, incendiaram o prédio do instituto[5] que vinham usando como alojamento.[2] Felizmente, a grande maioria dos itens de uma das mais preciosas coleções de antigos manuscritos encontrava-se escondida em outro lugar.[5] [6]

Referências

  1. Ahmed Baba Institute of Higher Learning and Islamic Research (IHERI-AB)
  2. a b c d Harding, Luke (28 janeiro 2013). Timbuktu mayor: Mali rebels torched library of historic manuscripts. Visitado em 28 janeiro 2013.
  3. a b c d Walker, Peter (28 janeiro 2013). Timbuktu library is treasure house of centuries of Malian history. Visitado em 28 janeiro 2013.
  4. Lydia Polgreen (7 agosto 2007). Timbuktu Hopes Ancient Texts Spark a Revival.
  5. a b Ass. Press (5 fevereiro 2013). People of Timbuktu save manuscripts from invaders (em en) Mail.com. Visitado em 5 fevereiro 2013.
  6. Fleeing Islamists burn priceless Timbuktu library twitterfeed. Visitado em 29 janeiro 2013.