Instituto Federal de Brasília

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
IFB
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília
Logotipo IFET.svg
Fundação 29 de dezembro de 2008
Tipo de instituição pública federal
Reitor(a) Wilson Conciani
Estado DF
Página oficial www.ifb.edu.br
Instituições de ensino superior do Brasil Brasil

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília (IFB) é uma instituição de ensino pública brasileira, com sede na cidade de Brasília, no Distrito Federal e com campus em diversas regiões administrativas do Distrito Federal. Desses, apenas o Campus Planaltina está situado em área rural. Foi criado mediante transformação da Escola Técnica Federal de Brasília.

Campus Brasília[editar | editar código-fonte]

O Campus Brasília do IFB foi criado em 2008 por meio da Lei 11.892. Esta unidade oferece formação técnica nas áreas de Informação e Comunicação, Artes, Hospitalidade e Lazer e Serviço Público. Existem dois cursos superiores: Licenciatura em Dança e Tecnólogo em Gestão Pública. A vocação do Campus foi definida através de consultas à sociedade e tendo como base dados socioeconômicos da região. São oferecidos cursos Técnicos, Formação Inicial e Continuada (FIC) – que são cursos profissionalizantes de curta duração - projetos de extensão, Programa Certific - para a certificação de saberes - e cursos de idiomas. O Campus conta com professores especialistas, mestres e doutores. Funciona temporariamente na 511 Norte - W3 NORTE. A sede definitiva está sendo construída na Asa Norte, SGAN 610, Módulo D, E, F e G.

Campus Planaltina[editar | editar código-fonte]

O Campus Planaltina do Instituto Federal de Brasília (IFB) foi criado como Escola Agrotécnica Federal de Brasília (EAF) em 1959, sendo vinculada ao Ministério da Agricultura.

Em 1967, a escola subordina-se ao Ministério da Educação e Cultura (MEC), passando a ser chamada Colégio Agrícola de Brasília (CAB). O colégio foi transferido para o Governo do Distrito Federal, em 1978, incorporando-se à Rede Oficial do Distrito Federal. A partir de 19 de julho de 2000, o Colégio Agrícola de Brasília passou à denominação de Centro de Educação Profissional - Colégio Agrícola de Brasília, adotando a sigla - CEP/CAB, objetivando a qualificação profissional em Cursos Básicos e Técnicos de Agropecuária e Agroindústria.

Em seus mais de 60 anos de história, o atual Campus Planaltina do IFB passou por mudanças diversas se integrando à Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica em 2008, quando a Lei n° 11.892 criou a rede de Institutos Federais.

Essa unidade está voltada à formação profissional nas áreas da Agropecuária e Agroindústria tanto no modelo tradicional quanto agroecológico. Esse núcleo fica situado na Rodovia DF-128, km 21, na Zona Rural de Planaltina. O campus - uma fazenda - tem área total de 2.300 hectares.

Campus Taguatinga[editar | editar código-fonte]

O Campus Taguatinga do IFB foi criado em 2008 por meio da Lei 11.892. Esta unidade oferece formação nas áreas de Comércio, Vestuário, Eletromecânica, Informática e Licenciatura em Física. A vocação do Campus foi definida através de consultas à sociedade e tendo como base dados socioeconômicos da região.

São oferecidos cursos Técnicos, Formação Inicial e Continuada (FIC) – que são cursos 'profissionalizantes' de curta duração - projetos de extensão e cursos de idiomas, além do projeto Mulheres Mil. O Campus conta com professores especialistas, mestres e doutores e possui Laboratórios de Software e Hardware.

Atualmente as aulas ocorrem na C 12, Lotes 01 e 02 (atrás do Banco do Brasil), em Taguatinga Centro. Esse prédio vai abrigar, a partir de 2011, o Centro de Línguas e o projeto Mulheres Mil. Está em construção uma nova sede na QNM 40, Área Especial 01, às margens da BR-070. Nesse novo local serão instalados mais laboratórios e ampliados os cursos.

Campus Gama[editar | editar código-fonte]

O Campus Gama do IFB foi criado em 2008 por meio da Lei 11.892. Esta unidade oferece formação nas áreas de Logística, Agronegócio, Cooperativismo e Química em nível técnico e Licenciatura em Química em nível superior. A vocação do Campus foi definida através de consultas à sociedade e tendo como base dados socioeconômicos da região. São oferecidos cursos Técnicos, Formação Inicial e Continuada (FIC) – que são cursos 'profissionalizantes' de curta duração - projetos de extensão e cursos de idiomas. O Campus conta com professores especialistas, mestres e doutores e possui Laboratório de informática.

No começo as aulas ocorriam na sede situada na Praça II, Setor Central – antiga Biblioteca Pública do Gama, em frente à Rodoviária. Agora com o término da construção do novo prédio na DF-480, Lote 01, Setor de Múltiplas Atividades, as aulas já acontecem na sua sede definitiva. Nesse novo local já está instalado mais laboratórios e foi ampliado os cursos. A implantação dessa unidade no Gama atende, além dessa cidade, as cidades do seu entorno como Recanto das Emas, Riacho Fundo, Riacho Fundo II, Santa Maria, Valparaíso de Goiás e Novo Gama, as duas últimas situadas em Goiás.

Campus Samambaia[editar | editar código-fonte]

O Campus Samambaia do IFB foi criado em 2008 por meio da Lei 11.892. Esta unidade oferece formação nas áreas de Construção Civil, Meio ambiente e Produção Moveleira. A vocação do Campus foi definida através de consultas à sociedade e tendo como base dados socioeconômicos da região.

São oferecidos cursos Técnicos, Formação Inicial e Continuada (FIC) – que são cursos profissionalizantes de curta duração - projetos de extensão, Programa Certific - para a certificação de saberes - e cursos de idiomas. O Campus conta com professores especialistas, mestres e doutores e possui, atualmente, Laboratório de Informática.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre escolas ou colégios é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.