Instituto J. Craig Venter

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O instituto J. Craig Venter é um instituto sem fins lucrativos fundado pelo investigador do genoma Craig Venter, em Outubro de 2006, como resultado da fusão de quatro organizações: o Centro para o Progresso da genética, Instituto de Pesquisa Genética, o Instituto para Alternativas Biológicas de Energia, e o Centro de tecnologias conjuntas da Fundação J. Craig Venter. Tem centros de pesquisa em Rockville, Maryland e La Jolla, Califórnia.[1] [2] [3]

A 20 de Maio de 2010, o instituto anunciou a criação do primeiro organismo vivo com genoma totalmente sintético, desenvolvido artificialmente a partir de compostos químicos.[4] Para tal,a equipa, da qual faziam parte o próprio Venter, Clive Huntchison e o famoso Hamilton Smith, copiou quase integralmente o genoma da bactéria orgânica M. capricolum e translado-o para um exemplar dessa bactéria. A equipa conseguiu com sucesso assegurar a reprodução dessa primeira espécie sintética, assim como a produção de certas novas proteínas por parte dessa mesma espécie.[5]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Genética é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.