Instituto Nacional de Estatísticas e Estudos Econômicos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

INSEE (em francês: Institut National de la Statistique et des Études Économiques; em português: "Instituto Nacional de Estatística e Estudos Econômicos") é o órgão oficial francês responsável pela coleta, análise e publicação de dados e informações sobre a economia e a sociedade da França. O INSEE realiza periodicamente o censo da nação, tendo funções análogas às do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (do Brasil) e do Instituto Nacional de Estatística (de Portugal). Está sediado em Paris.

Objetivos e tarefas[editar | editar código-fonte]

As principais atribuições do INSEE incluem:

  • Organizar e publicar o Censo;
  • Produzir variados índices de qualidade, incluindo um índice de preços que mede a inflação, e índices que determinam as taxas de aluguéis e os custos associados à construção.
  • Constitui uma "divisão" francesa da Eurostat (a Eurostat não possui divisões trabalhando nos estados associados diretamente, porém utiliza as organizações locais) e é reconhecido como representante da França em questões internacionais de estatística.

Organização[editar | editar código-fonte]

O INSEE é responsabilidade do Ministério de Economia, Finanças e Indústrias da França, o Ministério de Finanças da França - MINEFI (em francês: Ministère de l'Économie, des Finances et de l'Industrie). O seu diretor atual é Jean-Michel Charpin.

Códigos e números INSEE[editar | editar código-fonte]

O INSEE dá códigos numéricos (em francês: les Codes INSEE) para classificar várias entidades francesas:

  • códigos INSEE (conhecidos como COG) são dados a várias unidades administrativas, como as comunas francesas (não coincidem com os códigos postais). O código 'completo' possui 8 dígitos e 3 espaços, mas há uma versão popular 'simplificada' com 5 dígitos e sem espaços:
  • números INSEE (13 dígitos + chave de dois dígitos)são números nacionais de identificação dados às pessoas.
    Têm o seguinte formato: "saammlllllooo kk", onde
    • s é "1" para homens, "2" para mulheres,
    • aa são os últimos dois dígitos do ano de aniversário da pessoa,
    • mm é o mês de nascimento,
    • lllll é o COG da cidade natal,
    • ooo é outro número que distingue pessoas que nasceram no mesmo local e na mesma data.
    • 'kk' é a "chave de controle", de soma igual a 97.
      Existem exceções para pessoas em situações particulares.[2]
  • Códigos SIREN são dados a empresas e associações voluntárias sem fins lucrativos, códigos SIRET aos seus estabelecimentos e afins.[3]

Ensino e pesquisas[editar | editar código-fonte]

O Ensino e as pesquisas para o INSEE são direcionados pelo Grupo de Escolas Nacionais de Economia e Estatísticas (francês: Groupe des Écoles Nationales d'Économie et Statistique) que inclui:

  • ENSAE (École nationale de la statistique et de l'administration économique), uma grande école que treina administradores do INSEE e engenheiros especializados em estatística, economia, e finanças.
  • ENSAI, (École nationale de la statistique et de l'analyse de l'information), uma escola de engenharia.

História[editar | editar código-fonte]

Estatísticas públicas na França antes do INSEE[editar | editar código-fonte]

O INSEE foi precedido por várias organizações responsáveis pela produção de estatísticas públicas. Em 1833, o Departamento de Estatísticas (francês: Bureau de la statistique) foi criado por Adolphe Thiers. Em 1840 ele foi renomeado SGF ou Estatísticas Gerais da França (francês: Statistique générale de la France).

Sob a direção de Lucien March, a SGF expandiu suas atividades. Começou a pesquisa de consumo interno em 1907, seguida por pesquisas periódicas dos preços de varejo em 1911. Em 1920 Alfred Sauvy introduziu uma competição através de exames para a admissão de funcionários para a SGF.

Contudo, foi René Carmille, um pioneiro no uso de calculadoras, que criou as fundações da organização moderna. Em 1940, o "Serviço Demográfico" (francês: service de la Démographie) foi criado sob o Ministério das Finanças a fim de substituir o escritório de recrutamento militar que fora proibido pelo Armistício firmado com a Alemanha nazista. Para melhor esconder seus empreendimentos, o Serviço Demográfico se fundiu com a SGF em 11 de Outubro de 1941. O novo órgão foi chamado SNS ou Serviço Nacional de Eastatísticas (francês: Service national des Statistiques). Com essa mudança, seis novos escritórios foram criados na zona norte (ocupada), cuja estrutura regional hoje é mantida no INSEE.

René Carmille criou uma Escola de Ciências Aplicadas (predecessora do atual ENSAE), com a função de formar funcionários para o SNS.

Criação do INSEE[editar | editar código-fonte]

Por uma lei de 27 de Abril de 1946, o SNS foi finalmente transformado no INSEE - Institut national de la statistique et des études économiques pour la métropole et la France d'outre-mer (em português, "Instituto nacional de estatística e estudos Econômicos para a França metropolitana e ultramar").

Referências

Lista de diretores do INSEE[editar | editar código-fonte]

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]