Instituto Superior de Economia e Gestão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
ISEG Lisboa - School of Economics and Management
Iseg-logo.svg
Lema Liderança, Inovação & Tradição
Fundação 1759 (como Aula de Comércio)
1844 (como Escola de Comércio)
1869 (integrado no Instituto Industrial e Comercial de Lisboa)
1911 (Instituto Superior de Comércio)
1930 (Instituto Superior de Ciências Económicas e Financeiras; integração na UTL)
1972 (Instituto Superior de Economia)
1989 (nome corrente)
Tipo de instituição Pública
Localização Lisboa, Portugal
Presidente João Duque[1]
Total de Estudantes 3 834[2]
Campus São Bento
Cores da Escola Vermelho e branco
Afiliações Universidade de Lisboa
Página oficial https://www.iseg.ulisboa.pt
Instituto Superior de Economia e Gestão, Lisboa; Arq. Gonçalo Byrne

O ISEG Lisboa - School of Economics and Management MHSEMHIP é a instituição de ensino superior da Universidade de Lisboa vocacionada para as áreas da economia, finanças e gestão. O instituto foi fundado a 23 de Maio de 1911, resultando da separação do Instituto Industrial e Comercial de Lisboa, apesar das suas origens poderem ser traçadas até à Aula do Comércio fundada pelo Marquês de Pombal em 1759.[3] Actualmente, o ISEG conta com um pessoal docente de 244 colaboradores, cinco licenciaturas com um universo de 2 700 inscritos, 23 mestrados com 640 mestrandos, e seis programas de doutoramento com 20 doutorandos.[3] [4] O campus São Bento do ISEG situa-se em Lisboa, entre a Lapa e a Assembleia da República, e é composto por cinco edifícios, entre eles o "Convento das Inglesinhas".[5] [6]

História[editar | editar código-fonte]

Instituto Superior de Economia e Gestão, Lisboa; Arq. Gonçalo Byrne

A origem do Instituto Superior de Economia e Gestão remonta à Aula do Comércio, criada em 1759 por ordem do Marquês de Pombal e proporcionava um curso de nível secundário, que visava formar pessoal para tarefas de natureza técnica nas actividades comerciais. Em 1844, a Aula do Comércio foi transformada na Escola de Comércio, ou Secção Comercial do Liceu de Lisboa, e integrada no Instituto Industrial de Lisboa em 1869, e a partir daqui passou a denominar-se Instituto Industrial e Comercial de Lisboa.[7] Em 1911, o Instituto Industrial e Comercial de Lisboa deu origem a duas escolas superiores: o Instituto Superior Técnico e o Instituto Superior de Comércio. Esta instituição iniciou o seu funcionamento em 1913, leccionando três cursos de nível superior: o curso Aduaneiro, o curso Consular e o curso de Comércio. Em 1915, juntou-se a estes cursos o curso de Finanças. Em 1930 o Instituto Superior de Comércio foi integrado na Universidade Técnica de Lisboa passando a denominar-se por Instituto Superior de Ciências Económicas e Financeiras.[8] [9]

Em 1949, houve uma profunda alteração dos planos de estudos, tendo os cursos Aduaneiro, Consular, de Comércio e de Finanças sido substituídos pelos cursos de licenciatura em Economia e em Finanças. No seguimento da mesma reforma, passou a existir uma especialização entre o grau de doutor em Economia e o grau de doutor em Finanças, conferidos após provas públicas de defesa de uma dissertação e de exame sobre matérias sorteadas entre temas anunciados pelo Instituto.[10] [11]

O Instituto muda a sua designação para Instituto Superior de Economia em 1972 como parte de uma nova reforma dos planos de estudos, em que substituiu-se o curso de licenciatura em Finanças pelo curso de licenciatura em Organização e Gestão de Empresas. Este último curso foi revisto em 1976 e novamente em 1986 e a partir desse ano passo a ser designado por curso de licenciatura em Gestão.

Em 1979, iniciou-se o ensino de pós-graduação, com o curso de Métodos Matemáticos para Economia e Gestão de Empresas. Em 1981, foi criado o curso de mestrado em Economia. Em 1983, foram criados os mestrados em Métodos Matemáticos para Economia e Gestão de Empresas e em Organização e Gestão de Empresas, tendo ambos mudado de nome para Matemática Aplicada à Economia e Gestão e Gestão, respectivamente. Nos doutoramentos, passou a conferir o grau de doutor em Gestão.

A 7 de Fevereiro de 1987 foi feito Membro-Honorário da Ordem da Instrução Pública.[12]

Na sequência da aprovação da Lei de Autonomia Universitária, os estatutos da Universidade Técnica de Lisboa alteraram a denominação do Instituto Superior de Economia para Instituto Superior de Economia e Gestão em 1989. Em 1990, foi criado o curso de licenciatura em Matemática Aplicada à Economia e Gestão. Ao longo da década de 1990 foram criados cursos de pós-graduação e mestrados em Actuariado, Gestão, Economia e Finanças. Também durante a década de 1990, às anteriores especialidades de doutoramento em Economia e Gestão foram acrescentadas as de Matemática Aplicada à Economia e Gestão, História Económica e Social e Sociologia Económica e das Organizações.

A 23 de Maio de 2011 foi feito Membro-Honorário da Ordem Militar de Sant'Iago da Espada.[13]

Em 2013, foi integrado na nova Universidade de Lisboa, resultante da fusão da anterior UL com a Universidade Técnica de Lisboa.

Campus[editar | editar código-fonte]

O campus do ISEG situa-se no coração da cidade de Lisboa, entre a Lapa e a Assembleia da República desde 1912, data em que o antigo Convento de Santa Brígida foi entregue ao Instituto Superior do Comércio, onde as aulas primeiras aulas foram dadas no ano lectivo de 1913-1914.[14]

Actualmente, o campus é composto por cinco edíficios: o Quelhas, que corresponde ao antigo Convento de Santa Brígida e onde são leccionadas as aulas de pós-graduação e mestrado; os edifícios Francesinhas I e II, onde são leccionadas as aulas das licenciaturas; a Biblioteca Pereira de Moura, que funciona como biblioteca depositária do Banco Mundial e acessivel ao corpo docente e discente do ISEG, foi baptizada em memória do antigo professor catedrático do ISEG Francisco Pereira de Moura e que funciona como biblioteca depositária do Banco Mundial[15] ; e o Edifício Bento de Jesus Caraça, que alberga os gabinete dos vários departamentos e centros de investigação.[16]

Ensino[editar | editar código-fonte]

Licenciaturas[editar | editar código-fonte]

O ISEG lecciona cinco licenciaturas em Economia, Gestão, Finanças, Matemática Aplicada à Economia e à Gestão (MAEG) e Gestão do Desporto, esta última leccionada em parceria com a Faculdade de Motricidade Humana. Cada licenciatura incorpora um mínimo de 180 ECTS de acordo com o Processo de Bolonha.

  • A licenciatura em Economia tem constituído, ao longo dos anos, uma estrutura de formação sólida para os que escolhem adquirir capacidades de reflexão e intervenção sobre a realidade económica.
  • A licenciatura em Gestão foi concebida tendo em vista uma formação completa dos futuros gestores de organizações.
  • A licenciatura em Matemática Aplicada à Economia e à Gestão foi criada com o objectivo primordial de formar um novo grupo de licenciados, compatibilizando uma formação básica em Economia e em Gestão com uma formação sólida em Matemática, especialmente, nas áreas de Estatística, Econometria e Investigação Operacional.
  • A licenciatura em Finanças tem como objectivo dotar os alunos com os conhecimentos indispensáveis para poderem desenvolver uma carreira na área financeira, principalmente na vertente dos mercados financeiros e dos seus agentes (Bancos, Seguradoras ou empresas em geral), não esquecendo também a actividade económica do Estado.
  • A licenciatura em Gestão do Desporto tem por objectivo formar licenciados aptos a identificar, analisar e resolver os problemas das organizações, quer directa quer indirectamente ligadas ao mundo do desporto, públicas ou privadas, com ou sem fins lucrativos, preparando-os para uma carreira no sector do desporto.

Mestrados e Pós-Graduações[editar | editar código-fonte]

  • Análise de Política Social
  • Ciências Actuariais
  • Ciências Económicas
  • Ciências Empresariais
  • Contabilidade, Fiscalidade e Finanças Empresariais
  • Decisão Económica e Empresarial
  • Desenvolvimento e Cooperação Internacional
  • Econometria Aplicada e Previsão
  • Economia
  • Economia e Gestão de Ciência,Tecnologia e Inovação
  • Economia e Políticas Públicas
  • Economia Histórica
  • Economia Internacional e Estudos Europeus
  • Economia Monetária e Financeira
  • Finanças
  • Gestão de Sistemas de Informação
  • Gestão de Recursos Humanos
  • Gestão e Avaliação Imobiliária
  • Gestão e Estratégia Industrial
  • Marketing
  • Matemática Financeira
  • Sociologia Económica e das Organizações
  • Análise Financeira
  • Aspectos Sociais e Comportamentais das Finanças
  • Avaliação Económica dos Medicamentos
  • Business Entrepreneurship
  • Concorrência e Regulação Económica
  • Contabilidade Pública, Finanças Públicas e Gestão Orçamental
  • Corporate Governance
  • Econometria Aplicada e Previsão
  • Economia e Gestão do Território
  • Estudos Europeus
  • Gestão da Distribuição e Logística
  • Gestão das Autarquias
  • Gestão de Bancos e Seguradoras
  • Gestão de Projectos
  • Gestão de Recursos Humanos e Benefícios Sociais
  • Gestão do Risco e Derivados
  • Gestão do Transporte Marítimo e Gestão Portuária
  • Gestão e Avaliação Imobiliária
  • Gestão Estratégica de Tecnologia e Inovação
  • Gestão Fiscal das Organizações
  • Gestão das Comunicações e Multimedia
  • Management & Business Consulting
  • Marketing Management
  • Marketing Research
  • Mercado de Trabalho, Género e Migrações
  • Organizações, Trabalho e Competências
  • Política Social
  • Sistemas e Tecnologias de Informação para as Organizações
  • MBA - Master in Business Administration

Doutoramentos[editar | editar código-fonte]

O ISEG confere o grau de doutor nas áreas científicas da Economia, da Gestão, da Matemática Aplicada à Economia e Gestão, da História Económica e Social e da Sociologia Económica e das Organizações. De acordo com a legislação nacional, o regulamento de doutoramentos da UTL e o regulamento de doutoramentos do ISEG, a concessão do grau de doutor atesta o elevado nível científico e cultural do candidato e a capacidade de realização de trabalho de investigação científica autónomo e implica:

  1. Aprovação nas disciplinas de um percurso escolar estabelecido pelo Conselho Científico do ISEG, sob proposta de um júri de candidatura constituído por três professores da respectiva área científica.
  2. Elaboração de uma dissertação original sob a supervisão de um orientador nomeado pelo Conselho Científico do ISEG.
  3. Apresentação do trabalho em curso para elaboração da dissertação em seminários de doutoramento.
  4. Defesa da versão final da dissertação perante um júri nomeado pelo Reitor da UTL sob proposta do Conselho Científico do ISEG.

Investigação[editar | editar código-fonte]

Unidades de investigação e prestação de serviços existentes no ISEG:

  • CEDE - Centro de Estudos e Documentação Europeia
  • CEDIN - Centro de Estudos de Economia Europeia e Internacional
  • CEGE - Centro de Estudos de Gestão
  • CEMAPRE - Centro de Matemática Aplicada à Previsão e Decisão Económica
  • CESA - Centro de Estudos sobre África e do Desenvolvimento
  • CIEF - Centro de Investigação de Economia Financeira
  • CIRIUS - Centro de Investigação Regional e Urbana
  • CISEP - Centro de Estudos sobre Economia Portuguesa
  • GHES - Gabinete de História Económica e Social
  • SOCIUS - Centro de Investigação em Sociologia Económica e das Organizações
  • UECE- Unidade de Estudos sobre a Complexidade na Economia

Associações[editar | editar código-fonte]

ILC - ISEG Leaders Club[editar | editar código-fonte]

O ILC - ISEG Leaders Club é um clube restrito de antigos alunos do ISEG formado em 2009. Tem como objectivos a criação de uma comunidade de partilha de contactos e experiências entre os seus membros. Em Setembro de 2011 foram eleitos os órgãos sociais, tendo sido eleitos Pedro Janeiro para a presidência do Conselho de Supervisão e Asif Rajani para a Direcção do clube.

Alumni Económicas[editar | editar código-fonte]

A Associação dos Antigos Alunos do ISEG - Alumni Económicas - é a associação que reúne os antigos alunos do ISEG. Foi criada em 1991 e tem como objectivos continuar e fomentar as relações destes antigos alunos com a sua alma mater e dinamizar a formação permanente dos antigos alunos.[17] Para tal, desenvolvem várias conferências e seminários ao longo do ano e promovem um programa de mentoring para os alunos finalistas e recém-licenciados do Instituto.[18] Todos os anos, aquando de 24 de Maio, dia da fundação do ISEG, a Associação celebra conjuntamente com o Instituto o dia «Dia do ISEG e do Antigo Aluno» com uma sessão solene e homenageando os dois antigos alunos cujas carreiras distinguiram-se nas áreas da economia, política e sociedade e na áreas da gestão e empreendedorismo.[19] Actualmente, a associação conta com 1100 sócios e Eduardo Catroga é o presidente da direcção.[20] [21]

Associação de Estudantes[editar | editar código-fonte]

A Associação de Estudantes do Instituto Superior de Economia e Gestão da Universidade Técnica de Lisboa (AE ISEG/UTL), é uma associação representativa de um universo de 3800 alunos do ensino superior público, repartidos entre licenciaturas, pós-graduações, mestrados e doutoramentos. Sabe-se que a sua existência remonta pelo menos ao ano de 1928, tendo a sua constituição legal sido obtida em 1981. Esta associação partilha um passado rico em história e prestígio conjuntamente com este Instituto, onde diversos antigos alunos desta casa são, no presente, agentes com elevado peso político ou empresarial na sociedade portuguesa.

Fundação Económicas[editar | editar código-fonte]

A Fundação para o Desenvolvimento das Ciências Económicas, Financeiras e Empresariais - Fundação Económicas - foi constituída em 1997 e reconhecida como instituição de utilidade pública em 1999. A fundação tem como objectivos realizar, promover e patrocinar acções de investigação científica, inovação e desenvolvimento de estudos relativos a temas de carácter económico, financeiro ou empresarial.[22] Entre os membros fundadores, conta-se o ISEG, a Energias de Portugal, os CTT, a Caixa Geral de Depósitos, a Portugal Telecom, a Secil e outros mais.[23]

IDEFE[editar | editar código-fonte]

O Instituto para o Desenvolvimento e Estudos Económicos, Financeiros e Empresariais (IDEFE) foi criado em 1993 com o propósito de desenvolver laços entre o ISEG com as empresas, com a administração pública e com a sociedade civil.[24]

AIESEC Lisboa ISEG[editar | editar código-fonte]

A AIESEC é a maior organização internacional gerida unicamente por estudantes universitários e recém-licenciados presentes em mais de 107 países/regiões com mais de 50 000 membros a nível internacional, fundada em 1948. No ISEG encontra-se a direcção nacional, que coordena os 11 escritórios espalhados pelo território português, gerindo, mais de 400 membros. A AIESEC está presente neste instituto há mais de 50 anos, sendo a partir do ISEG que se expandiu para Portugal a AIESEC em 1959.

Alumni[editar | editar código-fonte]

Ver também categoria: Alumni do Instituto Superior de Economia e Gestão

Referências

  1. Orgãos de gestão. Página visitada em 25/04/2010.
  2. Gonçalves, Vitor. (Julho 2009). "UTL em Números 2009" (PDF): 109. Reitoria/DPD da UTL. ISSN 1645-3670.
  3. a b Nota histórica. Página visitada em 25/04/2010.
  4. Gonçalves, Vitor. (Julho 2009). "UTL em Números 2009" (PDF): 122, 37, 62, 74. Reitoria/DPD da UTL. ISSN 1645-3670.
  5. Planta do ISEG. Página visitada em 25/04/2010.
  6. ISEG School of Economics and Management (em inglês). nereus4economics.info. Página visitada em 9 de Dezembro de 2010.
  7. Torgal, Luís Reis, «A instrução pública», Círculo de Leitores, História de Portugal volume 5, 628 - 629, Julho de 1993. ISBN 972-42-0752-8
  8. Lúcia Lima Rodrigues; Delfina da Rocha Gomes, Russell Craig (31 de Maio de 2002). Aula do Comércio: Primeiro estabelecimento de ensino técnico profissional oficialmente criado no Mundo? (PDF). www2.egi.ua.pt. Página visitada em 5 de Dezembro de 2010.
  9. Lúcia Lima Rodrigues; Delfina da Rocha Gomes, Russell Craig (31 de Maio de 2002). Aula do Comércio: Primeiro estabelecimento de ensino técnico profissional oficialmente criado no Mundo? - resumo (PDF). www2.egi.ua.pt. Página visitada em 5 de Dezembro de 2010.
  10. António Alves Caetano (31 de Maio de 2002). A formação de quadros empresariais pelo ISCEF depois de 1949 (PDF). www2.egi.ua.pt. Página visitada em 5 de Dezembro de 2010.
  11. António Alves Caetano (31 de Maio de 2002). A formação de quadros empresariais pelo ISCEF depois de 1949: resumo (PDF). www2.egi.ua.pt. Página visitada em 5 de Dezembro de 2010.
  12. http://www.ordens.presidencia.pt/
  13. http://www.ordens.presidencia.pt/
  14. ISEG Art Dynamics
  15. Biblioteca Francisco Pereira de Moura - História. Página visitada em 30 de Maio de 2011.
  16. ISEG -Localização. Página visitada em 30 de Maio de 2011.
  17. História. Alumni Económicas. Página visitada em 05/05/2010.
  18. Programa de Mentoring. Alumni Económicas. Página visitada em 08/05/2010.
  19. Dia do ISEG e do Antigo Aluno. Alumni Económicas. Página visitada em 08/05/2010.
  20. Queirós, Madalena. (27 de Outubro de 2009). "Quem é quem na formação de Portugal". Diário Económico 4745: 71.
  21. Orgãos sociais. Alumni Económicas. Página visitada em 05/05/2010.
  22. História. Fundação Económicas. Página visitada em 23/07/2010.
  23. Membros Fundadores da Fundação Económicas. Fundação Económicas. Página visitada em 23/07/2010.
  24. O IDEFE. IDEFE.pt. Página visitada em 10/11/2010.
  25. Almuni (em português). Página visitada em 27/09/2009.
  26. Autarquia De Loulé Congratula-se Com Eleição De Cavaco Silva (em português). Notícias. Loulé Concelho (27 de Janeiro de 2006). Página visitada em 27 de setembro de 2009.
  27. Curriculum vitae do Francisco Louçã no ISEG. Página visitada em 27/09/2009.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]