Instituto de Botânica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Instituto de Botânica (IBt) é um órgão público vinculado à Secretaria do Meio Ambiente,[1] responsável por realizar e divulgar pesquisas científicas na área de botânica, formar e treinar cientistas e fornecer orientações à política ambiental do estado de São Paulo. Fundado em 1938, como Departamento de Botânica de São Paulo, tem sua origem no Horto Osvaldo Cruz, do Instituto Butantã, criado em 1917. A equipe, o herbário e o laboratório do horto foram transferidos ao Museu do Ipiranga em 1922, posteriormente passando à guarda do Instituto Biológico, até ganhar autonomia. Frederico Carlos Hoehne foi seu primeiro diretor.[2]

Está sediado no Parque Estadual das Fontes do Ipiranga, no bairro da Água Funda, cidade de São Paulo, onde mantém uma reserva biológica, além do Jardim Botânico de São Paulo (com as subseções do Orquidário do Estado, Museu Botânico, herbário e coleções vivas) e biblioteca. Possui outras duas unidades de conservação, representando os principais biomas paulistas, a Reserva Biológica do Alto da Serra de Paranapiacaba (Mata Atlântica) e a Reserva Biológica e Estação Experimental de Mogi Guaçu (Cerrado). Mantém uma série de publicações especializadas e oferece cursos de pós-graduação.[1] [2]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b O Instituto. Instituto de Botânica de São Paulo. Página visitada em 17 de abril de 2009.
  2. a b Grande Enciclopédia Larousse Cultural, 1998, pp. 3182.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Vários. Grande Enciclopédia Larousse Cultural. Santana do Parnaíba: Plural, 1998. 3182 p. ISBN 85-13-00767-6

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.