Instituto de Engenharia Mecânica e Gestão Industrial

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O INEGI é uma Instituição de interface entre a Universidade e a Indústria fundada em 1986 e a partir do Departamento de Engenharia Mecânica e Gestão Industrial (DEMEGI) da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP) com quem, ainda hoje, mantém uma ligação insubstituível.

Vocacionado para a realização de actividade de Inovação e Transferência de Tecnologia orientada para o tecido industrial o INEGI tem, ao longo dos seus mais de 23 anos de existência, desenvolvido e consolidado uma posição de parceiro da indústria em projectos de I&D assumindo, assim, aquela que é a sua missão: «Contribuir para o aumento da competitividade da indústria nacional através da investigação e desenvolvimento, demonstração, transferência de tecnologia e formação nas áreas de concepção e projecto, materiais, produção, energia, manutenção, gestão industrial e ambiente».

Com a figura jurídica de Associação Privada sem Fins Lucrativos e com o estatuto de «Utilidade Pública», o INEGI assume-se como um agente activo no desenvolvimento do tecido industrial Português e na transformação do modelo competitivo da indústria nacional. Esta determinação do INEGI já lhe permitiu atingir valores perto dos 60%, em termos de actividade, resultante de projectos com empresas e sempre com sucesso. Nos parceiros e clientes do INEGI encontram-se nomes bem conhecidos do meio empresarial português e internacional, como a GALP, Salvador Caetano, AMORIM, VULCANO, CIFIAL, SONAE, ENERNOVA, STCP, ESA, AIRBUS, NASA, LUFHTANSA, SAGEM e RENAULT entre muitos outros.

O INEGI tem um vasto leque de competências (mais de 17 áreas) e que vão dos Materiais Compósitos às Energias Renováveis e com uma oferta de I&D em oito áreas distintas, como a Engenharia e o Desenvolvimento de Produto ou a Energia. Nos seus quadros o INEGI integra mais de 200 colaboradores, dos quais perto de 80% são quadros superiores.

O INEGI tem, igualmente, duas unidades de I&D credenciadas pela FCTFundação para a Ciência e a Tecnologia, a Unidade de Mecânica Experimental e Novos Materiais (EXPMAT) e a Unidade de Novas Tecnologias e Processos Avançados de Produção (NOTEPAP). A EXPMAT integra mais de 45 investigadores (mais de metade doutorados) e desenvolve actividade no âmbito de vários programas nacionais e internacionais e de consultadoria especializada para empresas, nos domínios da Mecânica Experimental, Materiais Compósitos e Tribologia e Vibrações. A FCT atribuiu-lhe, no seu ranking de qualidade, a classificação máxima de Excelente. Com outra dimensão mas não menos importante, a NOTEPAP integra cerca de 8 investigadores doutorados e desenvolve actividade nos domínios da Fundição, Prototipagem Rápida, Fabrico Rápido de Ferramentas, Tecnologias de Conformação Plástica, Simulação de Processos Tecnológicos e Conformação Plástica. Foi-lhe atribuída a classificação de Muito Bom no ranking de qualidade da FCT.

Actualmente o INEGI tem mais de 60 associados, 4 como Sócios Fundadores e os restantes como Sócios Efectivos, e tem como Presidente da Direcção o Professor Augusto Barata da Rocha, um dos grandes impulsionadores do INEGI naquele que é um dos grandes projectos do Instituto: as suas novas instalações.

Durante 2008 o INEGI mudou de instalações para um novo edifício situado no Campus da FEUP . As obras do novo edifício do INEGI, em parceria com o Instituto de Engenharia Mecânica (IDMEC) da FEUP, tiveram início em 2006 e abrangem uma área total de 7 609 m². O novo edifício, apoiado no âmbito do Programa PRIME, Medida 5.1, Acção B, trouxe enormes vantagens para a actividade do INEGI, pois tem condições de trabalho adequadas à realidade tecnológica do Instituto e, inevitavelmente, aumentou os níveis de motivação dos seus colaboradores.