Integrina alfa M

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Domínio integrina alfa M 1

A integrina alfa M (ou ITGAM, do inglês integrin alpha M) é uma subunidade proteica que forma a molécula heterodimérica integrina alfa M beta 2 (αMβ2), conhecida como Mac-1 ou CR3.[1] A segunda cadeia e αMβ2 é a subunidade de integrina β2, conhecida como CD18.[2]

αMβ2 é expressa na superfície de muitos leucócitos envolvidos na resposta imunitária inata, incluindo monócitos, granulócitos, macrófagos e células NK.[1] Medeia processos de inflamação, ao regular a adesão e migração de leucócitos. Tem sido implicada em variados processos imunitários como a fagocitose, citotoxicidade mediada por células, quimiotaxia e activação celular.[1]

A subunidade ITGAM (alfa) da integrina αMβ2 está directamente envolvida na adesão e proliferação de células, mas não pode mediar migração celular sem que esteja presente a subunidade β2 (CD18).[1]

O gene ITGAM, localizado no cromossoma 16 é um dos que desempenham um papel nas vias moleculares que dão origem ao lupus eritematoso sistémico.[3]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b c d Solovjov D, Pluskota E, Plow E. (2005). "Distinct roles for the alpha and beta subunits in the functions of integrin alphaMbeta2". J Biol Chem 280 (2): 1336-45 pp.. PMID 15485828.
  2. Larson R, Springer T. . "Structure and function of leukocyte integrins". Immunol Rev 114: 181-217 pp.. PMID 2196220.
  3. "Six more genes linked with autoimmune disease lupus", Yahoo! News, 20 de Janeiro de 2008. Página visitada em 2008-01-20. (em inglês)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre proteínas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.